Destaque

10 Dicas Imperdíveis Para Planejar Uma Aula De Treinamento Funcional

Na hora de falar para seu novo aluno sobre o Treinamento Funcional você prega como ele é tudo de bom. Praticando a pessoa conseguirá melhorar a forma, se movimentar melhor e ter uma vida mais saudável em geral. Essa pessoa compra a ideia, fecha um plano com você e começa a treinar.

Mas um mês depois ela desapareceu das aulas. De vez em quando ela aparece para se exercitar com uma desculpa esfarrapada de porquê anda faltando. O instrutor sabe que treinando nesse ritmo ela nunca chegará onde quer. Ainda existe um grande risco desse aluno abandonar a aula de Treinamento Funcional completamente.

Sempre queremos evitar esse tipo de situação. Para quem depende das aulas para a renda o abandono é um problema sério. E também é um problema para o aluno que deixou de perder peso, se reabilitar de uma lesão ou melhorar sua vida por falta de motivação.

Agora vou te contar qual é a única maneira de manter seu aluno interessado e sempre presente na aula de Treinamento Funcional:

Preparando uma boa aula.

Parece simples, mas muita gente erra nisso e perde alunos. É exatamente por esse motivo que separei essas 10 dicas para montar a aula de Treinamento Funcional perfeita. Continue lendo para aproveitar!

  1. Prepare a aula com antecedência

Você ficaria impressionado pelo número de pessoas que deixam para preparar aulas na última hora.

Sei que a vida é corrida. É tanta coisa para fazer que o dia precisaria de 48 horas para dar tempo de tudo. Também passo por isso diariamente e temos que começar a entender que não é motivo para piorar a qualidade das aulas.

O aluno te procurou para conseguir melhorar seu corpo e aptidões físicas e você deve esse resultado a ele. A única maneira de atingir os objetivos do aluno é através de uma boa preparação de aula.

Mesmo que você precise parar no domingo à noite para isso, faça. Não adianta deixar para reunir uns 10 exercícios 30 minutos antes da sessão da turma começar.

Quer uma dica?

Marque no seu planejamento diário que a primeira tarefa do dia é preparar as aulas. Acorde, tome café e sente para fazer isso. De preferência tente manter seu planejamento adiantado, assim ficar um dia sem fazer não ficará muito prejudicado.

  1. Tenha sempre variações preparadas

Como é seu planejamento de aula?

Imagino que você use um protocolo para cada um dos alunos ou turmas. Nele você tem exercícios, número de séries, repetições e ordem dos exercícios. Talvez também tenha alguma observação para um aluno especial.

Mas você já pensou em deixar ideias para mais de um exercício para cada fase da aula?

Parece confuso, mas é bastante simples. Nem sempre o aluno consegue fazer o exercício que escolhemos com qualidade.

Acho que isso já acontece com você. A aula está correndo bem, o aluno faz todos os exercícios direitinhos. Porém chega na hora de alguns exercícios mais específicos e ele não consegue fazer uma flexão completa de jeito nenhum.

Quando isso acontece o instrutor geralmente acaba improvisando. Numa turma onde alguns alunos têm dificuldades para fazer flexão ele diria “Faz com o joelho no chão”. E assim a aula segue.

Mas será que conseguimos corrigir o problema do aluno com um mero improviso? E mesmo que o exercício improvisado seja eficiente, talvez o aluno também não consiga fazer.

Também existe a situação contrária, a pessoa acha o movimento fácil demais. Acontece e devemos estar preparados para isso.

Portanto, sempre tenha no seu protocolo uma ou mais variações, facilitadas e dificultadas dos movimentos. Elas servirão caso um problema desse tipo apareça no meio de uma aula. Tendo esse plano B preparado você consegue reagir mais rápido e manter a qualidade da sessão.

  1. Tenha uma evolução dos treinos em mente

Planejar aulas individualmente é um grande erro e logo você entenderá porquê.

Todo aluno deve ter uma evolução de seu treinamento, afinal de contas, ele quer chegar a um objetivo específico. Mesmo que ele só queira treinar para manter a saúde ele terá que evoluir em algum ponto.

Logo que a pessoa chega no seu espaço ela está em período de adaptação ao Treinamento Funcional. Detalhe, todo mundo passa por esse período, mesmo que seja alguém que treinava outra coisa anteriormente.

Depois disso esse novo aluno começará a evoluir tanto em dificuldade quanto em intensidade das sessões. E fazer isso sem planejamento é pedir para que o aluno fique desmotivado e te abandone de vez.

Existem vários tipos de planejamento, como mencionei no meu artigo sobre Treinamento Funcional para atletas. O semanal é importante, porque ele envolve cada aula, te ajudando a progredir durante a semana.

Porém também devemos saber em qual direção nossas aulas estão indo. Não existe necessidade de preparar todas as aulas do mês, do bimestre ou do trimestre. Porém é interessante ter um calendário com as evoluções do treinamento.

Tente deixar marcado pelo menos quando os alunos aumentarão as intensidades e complexidade dos exercícios. Assim você também prepara um guia para a hora de montar cada aula individual.

  1. Planeje pensando em um aluno médio

Quem trabalha com aula de Treinamento Funcional em grupo sabe como é raro trabalhar com alunos no mesmo nível. Como instrutor, você não pode pedir para um aluno mudar de turma de acordo com suas aptidões e nível.

Então provavelmente trabalharemos com alunos de níveis variados, capacidades diferentes e problemas de coordenação variados. Isso quando não estivermos com patologias diferentes.

Se você sabe como isso é, então deve imaginar a dificuldade para preparar essas aulas. Felizmente existe um truque que podemos usar para facilitar nossa vida de instrutor. Pense em um aluno médio.

Nem seu melhor aluno nem seu pior aluno podem servir como base para escolher os exercícios. Vamos compreender o motivo.

Imagine uma aula feita para aquela pessoa da turma com ótimo condicionamento físico. Esse aluno vai conseguir fazer a aula e praticamente todo o resto ficará de lado olhando. Se os exercícios forem muito desafiadores os outros alunos desistirão e ficarão desmotivados.

Agora imagine uma aula com exercícios para o pior aluno. Os outros vão ficar entediados. Tudo está muito fácil, eles vão completar o movimento rápido e ficar conversando. A falta de desafio é outro fator desmotivador e que faz com que alguém abandone as aulas.

Para ter uma aula ideal imagine como seria seu aluno médio. Aquele que não é muito avançado, nem está indo muito mal. Exercícios que ele consegue fazer serão mais desafiadores para aquela pessoa menos avançada, porém possíveis. Da mesma maneira, quem é mais avançado também conseguirá fazer e até com maior intensidade.

  1. Faça uma aula de Treinamento Funcional variada

Nós temos dezenas de exercícios no Treinamento Funcional. Combine isso com todos os acessórios que podemos utilizar, e você tem possibilidades infinitas.

Aproveite isso na sua aula. Querendo ou não, nossos alunos abriram mão do seu tempo livre para comparecer ao Treinamento Funcional. Portanto eles também esperam um pouco de divertimento ali.

Alunos adultos são bem mais focados, mas uma aula pelo menos um pouquinho lúdica ajuda a manter sua frequência. E uma ótima maneira de garantir que eles estão sempre interessados é utilizando novidades.

Sei que muita gente está sempre correndo atrás de variações de exercícios para deixar a aula mais interessante. Essa é uma ótima maneira e realmente vai deixar o aluno ansioso para cada aula.

Às vezes pode ser difícil pensar em uma variação de exercícios que sejam aplicáveis em aula. Felizmente existem vários exercícios disponíveis online. Recomendo acessar os exercícios que posto diariamente no Facebook e no Youtube.

  1. Use um aquecimento adequado

Sabemos que o aquecimento é algo essencial no Treinamento Funcional. Na verdade, ele nunca deve ser esquecido em qualquer atividade física.

Durante o aquecimento seu aluno consegue preparar o corpo para a prática física. Ele melhora a coordenação motora, tempo de resposta, lubrificação das articulações e diminui a probabilidade de lesão. Deu para entender como é importante, certo?

Só é interessante lembrar que um aquecimento feito de qualquer jeito nunca te dará esses resultados. Quem acha que chegar na academia, dar uma corrida na esteira é sinônimo de aquecer com qualidade está errado.

Na hora de preparar a aula você deve pensar também em como será o aquecimento. Para isso pense em:

  • Principais dificuldades do seu aluno;
  • Exercícios que serão realizados na aula;
  • Intensidade da aula.

Sabendo quais são as dificuldades do aluno, você conseguirá preparar suas musculaturas com compensações ou desequilíbrios. Inserir exercícios de ativação muscular para grupos como Core e glúteos é uma boa ideia no aquecimento.

Pense agora tanto nas dificuldades do aluno quanto nos exercícios que ele terá de fazer. Você consegue preparar um aquecimento que o deixa pronto para realizar o movimento com maior qualidade.

Por fim, a intensidade da aula também determina a intensidade do aquecimento. Uma aula mais moderada pode dar certo. Já um treino intenso, como um HIIT, precisaria de algo também mais intenso.

  1. Misture aptidões físicas na aula de Treinamento Funcional

Na academia de musculação convencional é normal dividir o tipo de treino. Isso é facilmente explicável já que os exercícios dessa modalidade focam em partes isoladas. Então faz sentido trabalhar membros superiores em um dia e inferiores no outro.

Uma aula de Treinamento Funcional é completamente diferente. A modalidade trabalha o corpo como um todo e dá preferência a exercícios multiarticulares. Não faz sentido e nem é indicado separar partes individuais para trabalhar.

Isso pouca gente faz, até por ser muito difícil fazer uma aula de TF só com exercícios isolados. Mas há quem queira dividir as aulas por aptidões físicas.

O Treinamento Funcional procura trabalhar todas as características que serão úteis em atividades diárias, como:

  • Coordenação motora;
  • Flexibilidade;
  • Mobilidade;
  • Estabilidade;
  • Equilíbrio;
  • Força.

Essas habilidades se completam, sendo que um corpo nunca será completamente funcional só com uma ou duas delas. Por isso evite separar uma aula só para trabalhar flexibilidade ou mobilidade ou até só equilíbrio.

Claro, existem casos isolados onde esse trabalho pode ser necessário. Um aluno com falta de mobilidade extrema talvez precise dedicar uma hora de aula só para isso. Porém é importante lembrar que essa não deve ser a regra para nossas aulas de Treinamento Funcional.

  1. Prepare treinos individualizados

Cada pessoa é diferente, cada turma é diferente então cada aula deve ser diferente. Você que é um profissional do Treinamento Funcional dedicado sabe disso.

Se sabemos isso, é necessário implementar no nosso planejamento do treino. Alguém que acha que preparar uma aula só e aplicar para todo mundo e todas as turmas deve repensar seus conhecimentos.

Tente preparar uma aula de Treinamento Funcional individualizada ao máximo.

Se você trabalha com Grupos?

Até uma aula para grupos pode ser especializada. Ou todas as suas turmas têm uma composição parecida?

Pense sempre nas necessidades individuais, ou mais presentes, nos alunos. A aula será focada neles para ajuda-los a atingir seus objetivos de maneira mais rápida.

Nessa individualidade devemos considerar os desequilíbrios, dificuldades e facilidades do aluno. Pensando nisso você conseguirá exercícios mais desafiadores e que trabalhem aquele corpo nas características que ele mais precisa.

A não ser que você queira ser um instrutor com poucos atrativos, evite ao máximo aulas padronizadas para todos. É até possível ter um padrão de aula para certos níveis ou patologias, mas ele deverá ser alterado de acordo com as características de cada um.

Lembrem do que eu sempre falo: não existe receita de bolo para tratar ou treinar um aluno. Cada um terá seus próprios problemas de movimento a serem resolvidos.

  1. Mantenha seus alunos informados sobre sua evolução

A informação é a chave para ter um aluno motivado. Minha recomendação é sempre contar para cada um dos seus alunos como ele está evoluindo.

Para ter essas informações, você também deverá seguir uma rotina de avaliações bastante frequente. Calma, não precisa separar uma aula de avaliação a cada mês. É possível espalhar exercícios avaliatórios durante uma ou duas aulas normais.

Assim você consegue perceber a evolução do aluno sem atrapalhar seu calendário de aulas. O Treinamento Funcional nos oferece a possibilidade de avaliar o corpo com os próprios exercícios da aula como afundos e pranchas. Então tudo fica mais fácil.

Com os resultados da avaliação em mãos, explique para o seu aluno como ele está progredindo. Se essa pessoa tinha alguma patologia ou disfunção, é interessante mostrar como seu corpo está ultrapassando esses limites.

Também mostre os desequilíbrios que ela já ultrapassou e como seu nível de condicionamento físico está melhorando. Mesmo que esses sejam resultados possíveis de perceber na vida cotidiana, o aluno se sentirá bem de ouvir do instrutor.

Ao sabermos que podemos evoluir em uma certa atividade, é normal querermos nos dedicar ainda mais a ela. Se você continuar realizando avaliações que mostram ao aluno sua progressão ele provavelmente irá em todas as aulas.

Conclusão

O Treinamento Funcional é uma modalidade completa, perfeita para diversos objetivos. Seu aluno já sabe o que ele queria quando começou a praticar, mas ainda pode ficar desmotivado.

Cabe a você mantê-lo interessado na prática de atividade física e ajuda-lo a conseguir chegar onde deseja. Comparecer às aulas é a única maneira real desse aluno melhorar seu corpo e sua mente.

Então quanto melhor for a aula preparada pelo instrutor melhor. As 9 dicas desse artigo devem te ajudar na preparação de uma aula de Treinamento Funcional perfeita, não deixe de aplicá-las.

Destaque

FITNESS

Pesquisa aponta as tendências fitness para 2019

As técnicas foram determinadas por profissionais de saúde qualificados

Quer começar o ano aderindo uma vida fitness? A revista de saúde e bem-estar da ACSM’s divulgou o ranking das atividades que serão tendência do mundo fitness para 2019, na edição de novembro – volume 22. As atividades foram determinadas por profissionais de saúde qualificados. Confira: 

Foto: reprodução / Pixabay

1) Treino em grupo 
Sessões de treinos com mais de cinco pessoas contribuem para motivar e aumentar a eficiência do treinamento. As opções de treinamento em grupo são ciclismo, aulas de dança ou step e aulas de cardio.

2) Treino intervalado de alta intensidade  (HIIT)
O treinamento HIIT consiste provocar a queima de calorias intercalando exercícios de alta intensidade com intervalos curtos entre as séries. Esse treino dura no máximo 45 minutos e tem como principal objetivo a melhora do condicionamento físico. A técnica pode incluir corridas, pedaladas, remo, agachamento, saltos e exercícios de força.

3) Tecnologia Wearable
Os Wearable são os objetos utilizados durante a atividade física para marcar a distância, a frequência cardíaca, o gasto calórico e o tempo de treino. No momento, já é possível encontrar produtos com tecnologia wearable, desde relógios a camisetas com um localizador por satélite (GPS).

4) Treino funcional 

Praticar exercícios variados, com movimentos naturais da rotina da pessoa (correr, pular e agachar) em lugares externos continuará sendo tendência. O treino funcional contribui para melhorar a resistência, a flexibilidade, a postura e ainda emagrece.

5) Exercício cura
A técnica Exercise is Medicine consiste em médicos e profissionais da saúde colocarem as atividades físicas no tratamento de doenças.

6) Treino com peso 
O treinamento usando o próprio peso corporal já uma realidade. Exercícios como agachamento, flexão de braços, prancha, abdominais e afundo ajudam a trabalhar todos os músculos do corpo e a aumentar a resistência corporal.

7) Profissionais multidisciplinares

Os instrutores que dominam mais de uma técnica de treinamento serão mais cotados pelas redes de academia. Um treino variado aumenta a disposição dos alunos e melhora os resultados. Entre as opções de aulas estão Zumba, CrossFit e BodyPump (coreografias com realizadas com pesos).

8) Meditação
A ioga ajuda a trabalhar o físico e o espiritual da pessoa. Os movimentos exigem força, flexibilidade e fôlego para serem realizados. Além disso, é possível trabalhar a respiração durante os exercícios.

Destaque

Seja um digital influencer sem aparecer!!

9 dicas de como começar bem a vender pela internet

Muitas pessoas tiveram a ideia de vender pela internet seguindo a onda em que muita gente está ganhando dinheiro vendendo todo tipo de coisa online. Geralmente já tem um produto e quer já começar a criar sua loja virtual.

Outras pessoas já pensaram na possibilidade de largar o emprego para deixar de depender da paciência para aturar os chefes e ainda por saber que, por mais que trabalhe, quem está ganhando dinheiro na verdade é o seu patrão. Mas não para mudar de emprego, mas para se tornar um empreendedor.

9 dicas de como começar bem a vender pela internet

Há pouco tempo atrás, com o surgimento do comércio eletrônico, todo o seu potencial e principalmente pelos benefícios que ele trás – como um investimento mais baixo do que num empreendimento tradicional, os aspirantes a empreendedores viram no comércio eletrônico uma maneira de satisfazer esse seu desejo.

Nessa situação, a primeira idéia é abrir um site para vender alguns produtos. E logo se depara com uma série de questões que nunca havia passado pela cabeça até ver que não está conseguindo vender nada ou que não está sendo suficiente para a sua sobrevivência.

Para evitar que isto aconteça, elaborei 9 dicas de como começar bem a vender pela internet:

Dica #1 

Entenda que por trás de tudo você tem um negócio 

A primeira dica é interiorizar a idéia de que o que você terá é um negócio e não simplesmente um site que expõe seus produtos para a venda. O comércio eletrônico atual no Brasil já não dá espaços para atitudes amadoras. Portanto, antes de tudo, seja profissional. Tome atitudes empreendedoras e dedique-se.

Dica #2

Elabore um plano de negócios

Você já sabe que vai ter, por trás de tudo, um negócio, e para reduzir as chances de fracassos e testar a viabilidade da sua ideia, é fundamental a elaboração de um bom plano de negócios. Vai ser através dele que você vai criar a identidade de seu negócio e marca, vai poder analisar o mercado envolvendo os seus clientes, fornecedores e concorrentes, vai poder elaborar sua estratégia e tática de marketing, dispor de forma organizada seu cronograma de ações e realizar seu planejamento financeiro.

Dica #3

Escolha um nicho e principalmente um que você conhece

Concorrer com grande empresas do país é quase que dar um tiro no pé. Então o melhor é escolher um segmento específico para atuar e melhor ainda, que você tenha conhecimentos sobre aqueles tipos de produtos que você deseja vender. Se você tiver paixão por aquilo, você vai se sentir mais motivado e vai entender melhor seus consumidores.  E isso é muito importante.  Mas nunca ache que você sabe tudo sobre o seu consumidor só porque você também é consumidor de seus produtos. Faça pesquisas regularmente, principalmente quando for criar o conceito de sua loja virtual e quando pretender lançar novos produtos.

Dica #4

Se capacite, se informe e faça networking

Tendo a noção de que você tem um negócio, é preciso agir como um empreendedor. Faça cursos, se informe bastante sobre o tema, vá a encontros e eventos relacionados e converse com as pessoas que já estão atuando.

Dica #5

Cause um impacto positivo no visitante

Depois que seu negócio virtual está planejado, você será capaz de identificar a plataforma de comércio eletrônico  que melhor atende às suas necessidades. Depois é trabalhar para que sua loja virtual transmita segurança a seu visitante para que ele se torne um cliente.

Dica #6

Capriche na usabilidade de sua loja

Monte as páginas de uma forma que elas apresentem de forma clara e objetiva os seus produtos, apresentando imagens de qualidade e suas respectivas descrições. Torne ela amigável para que os seus clientes possam achar de forma fácil os seus produtos.  Uma maneira de fazer isso é criando categorias.

Dica #7

Facilite o atendimento

Disponibilize chats, e-mails e telefone nas páginas para tirar qualquer dúvida de seus clientes. Isto pode ser um fator de diferenciação de sua loja, que se traduzirá em vendas e em um melhor relacionamento com seus clientes, o que dará mais confiança a eles.

Dica #8

Seja verdadeiro

Nunca prometa algo que não possa cumprir. O prazo de entrega precisa ser real e não caia no erro de prometer um prazo pequeno para atrair o cliente. O ideal é que prometa um prazo até maior para evitar reclamações e ainda o efeito surpresa do cliente receber antes do esperado deixará ele mais contente. O mesmo vale para as promessas de frete grátis e descontos. Se prometeu, cumpra.

Dica #9

Mantenha sempre um bom relacionamento com o cliente

O consumidor geralmente não compra na primeira visita e a taxa de conversão para novos visitantes gira em torno de 3%. A recompra é responsável pela grande maioria do volume das vendas de vários lojistas virtuais. A taxa de conversão média, através de uma comunicação por e-mail, ultrapassa os 14% em certos casos. Então, dê bastante valor às pessoas que já compraram na sua loja e estreite o relacionamento com elas.

baixe o GUIA- DIGITAL INFLUENCER SEM APARECER,  e venda muito pela Internet sem produto, e sem aparecer.

Destaque

O que a maioria das pessoas são sabe sobre saúde, nutrição e fitness.

Tudo que faz parte da manutenção da saúde, está neste artigo!

SUPLEMENTO:

Suplemento é uma quantidade de qualquer substancia, acrescentada para suprir uma deficiencia ou tornar algo mais completo.

SUPLEMENTO ALIMENTAR:

Suplemento alimentar (ou nutricional) é um produto que a pessoa toma para obter os nutrientes que não estão presentes em quantidades suficiente na sua alimentação normal.

VITAMINA:

A vitamina é uma substancia necessária aos organismos vivos para funcionamento, crescimento e desenvolvimento correto das células. As vitaminas essenciais para o corpo humano devem ser obtidas através da alimentação. visto que o corpo não pode sintetiza-las em quantidades adequadas.

MINERAL:

O mineral é uma substancia que não contem carbono (ao contrario das vitaminas) e se forma naturalmente na terra. Nosso corpo precisa de minerais para diversas funções fisiológicas, como construção de ossos, produção de hormônios e regulação dos batimentos cardíacos.

DESIDRATAÇÃO:

O corpo humano é composto de 75% de água. A água pode ser perdida no suor, na urina e na respiração e precisa ser reposta diariamente.

A desidratação é o estado em que a reposição de água no corpo é escassa demais para que ele possa funcionar corretamente. Isso tem vários efeitos colaterais negativos, como dores de cabeça, cansaço, fraqueza e em casos extremos até mesmo a morte.

NERVO:

O nervo é um feixe de fibras que transmite mensagens elétricas entre o cérebro, a medula, os órgãos e os músculos. Essas mensagens causam sensações e fazem os músculos e órgãos funcionarem. Os nervos são o sistema de comunicação do corpo.

COLESTEROL:

O colesterol é uma substancia maia, que parece cera, encontrada em grande parte dos tecidos corporais, incluindo o sangue e os nervos.

O colesterol é necessário para a sobrevivência e é usado na construção de células e hormônios vitais no corpo, bem como, aumenta o risco de ataque cardíaco, acidente vascular cerebral e demais problemas de saúde.

Se o corpo produz parte do colesterol de que necessita; o restante vem dos produtos de origem animal consumidos, como carne, peixe, ovos, manteiga, queijo e leite integral. Não ha colesterol em alimentos de origem vegetal.

ÍNDICE DE MASSA CORPORAL:

O índice de massa corporal (IMC) é uma escala que usa um sistema numérico para estimar quanto a pessoa deveria pesar dependendo de sua altura. O IMC é destinado a fornecer uma estimativa vaga para um grande grupo de pessoas ou para populações inteiras. Quando o IMC é usado na avaliação de uma pessoa, em geral, ele se torna impreciso por causa dos diversos tipos de corpo, como os de constituição esguia, com muita musculatura, ou muito altos.

PORCENTAGEM DE GORDURA CORPORAL:

Sua porcentagem de gordura corporal é uma medida de quantidade de gordura que você tem no corpo, expressa como uma porcentagem de seu peso total. Por exemplo, se a sua porcentagem de gordura corporal é de 10%, isso significa que 10% do seu peso é gordura corporal.

Esta é uma medida mais precisa de gordura do que o IMC, uma vez que mede diretamente a gordura da pessoa seja qual for o tipo de corpo que ela tem, ou seu peso em músculos, fatores que não considerados no IMC.

Quantidade de gordura que seu corpo precisa para realizar as funções orgânicas básicas para viver é de 3% a 5% para homens e de 8% a 12% para mulheres.

COMPOSIÇÃO CORPORAL:

A avaliação de composição corporal é realizada para descrever as porcentagens de gordura, ossos, água e musculatura em corpos humanos.

O peso e o IMC não são tão importantes para medir com exatidão o nosso progresso com a composição corporal. Nosso Objetivo não é chegar a um certo numero na balança ou uma determinada leitura de IMC, mas alcançar uma aparência musculosa com baixa porcentagem de gordura corporal, ou seja, um determinado tipo de composição corporal.

E-BOOK GRATUITO: Como prescrever treinos para quem passou por cirurgia do joelho.

Artigo: livro “malhar, secar e definir”

Destaque

Oque impede que você alcance suas metas de saúde e condicionamento Físico!

O maior obstaculo para alcançar seus objetivos não é o que você pensa.

TALVEZ VOCÊ TENHA se perguntado porque tantas pessoas ficam totalmente perdidas a respeito de saúde e condicionamento físico. Se você pedir conselhos respeito do que fazer para ficar saudável e em forma a varias pessoas, no mesmo dia, o mais provável é que receba toda especie de opiniões conflitantes e ilógicas.

Contar calorias não funciona. Brócolis tem mais proteína que frango. Todo carboidrato que você ingerir a noite automaticamente se transformara em gordura corporal. Se comer gordura, você vai engordar. Porem. a “boa” gordura na alimentação não engorda. É preciso fazer diversas pequenas refeições todos os dias para perder peso.

E-BOOK GRÁTIS: Como preparar Fisicamente, pessoas que passaram por cirurgias de joelho e querem voltar as suas atividades esportivas.

Essas são uma pequena amostra das inúmeras ideias falsas que já ouvi por ai.

Então, o que de fato acontece? Porque as pessoas são tão suscetíveis a falsas informações, mentiras e ideias estapafúrdias? Embora essa pergunta possa dar a impressão de pedir uma resposta profunda e filosófica, no fim das contas a resposta é muito simples.

Na próxima vês que você ouvir alguém dizer que contar calorias não é necessário e não funciona, faça a essa pessoa uma pergunta simples: O que é caloria?

É muito provável que essa pessoa fique ali, plantada como uma estátua, com expressão confusa. Ela não tem noção do que isso quer dizer. E isso é só o começo, claro.

*O que é carboidrato?

*O que é  proteína?

*O que é gordura?

*O que é músculo?

*O que é hormônio?

*O que é vitamina?

*O que é aminoácido?

Pouquíssimas pessoas podem efetivamente definir essas palavras; portanto, elas não conseguem compreender  o assunto e acreditarão em praticamente qualquer coisa que lhe disserem. Como é que você espera atingir um entendimento pleno e adequado de u assunto quando não entende os termos para explica-lo?

Bom, é por isso que as palavras são o maior obstaculo oculto e que na pratica as pessoas ignoram por completo.

Bom, este é um conteúdo simples e que faz parte de uma sequencia de conteúdos que estarei disponibilizando nesta pagina!

Bons estudos!!

Próximo artigo:

O que a maioria das pessoas são sabe sobre saúde, nutrição e fitness.

Destaque

Você faz Treinos de Mobilidade Articular?

Assista o vídeo e veja como iniciar a pratica de atividades para aumentar a mobilidade de suas articulações!

Elaborei um curso completo, com muito conteúdo e com mais de 10 Bônus, que valem muito mais que o curso. ACESSE O LINK NO BOTÃO ABAIXO:

 

Destaque

Curso de Treinamento Funcional: Perguntas Frequentes !!

Se você tem duvidas e está querendo muito adquirir seu curso sem sair de casa, e tem duvidas, que é natural quando se adquiri algo online, segue as maiores duvidas:

1° O curso é Reconhecido pelo MEC?

Resposta: NÃO, Cursos online ou presencial, que se caracterizam por aumentar o conhecimento especifico, assim como congressos onlines ou presenciais, não necessitam estar credenciados ou autorizados pelo MEC. Somente instituições de graduação e de cursos Técnicos.

2° O Curso oferece Certificado?

Resposta: Sim, o certificado atual é de 40 horas, que servem como horas extras curriculares, e servem para quem deseja colocar no quadro e expor seus certificados de cursos.

3° É apenas Formados em Educação Física?

Resposta: A venda é online, e é impossível controlar as vendas, por se tratar de uma plataforma de venda e acesso automático, Porem o orientação é a de formados e estudantes de Educação Física e se estendendo a Fisioterapeutas, e quem não for dessas áreas, podem adquirir para utilizar obter conhecimentos e se inspirar a continuar aumentando seus conhecimentos entrando em uma dessas graduações.

4° O curso é em vídeo?

Resposta: Boa parte do conteúdo esta em vídeo, mas e-books com muito conteúdo com detalhes e características de livros estão em pdf. Ja esta sendo atualizado e tem muitos videos de treinos e exercícios dentro da plataforma de estudos.

5° Como é entregue o Certificado?

Resposta: O certificado é entregue dentro da plataforma com todos os dados idênticos aos oferecidos durante a matricula, como dados de cpf ou Rg e com um clique pode ser impresso!         Obs: Para receber o certificado em casa, basta enviar um e-mail pedindo versão impressa, assinada e carimbada e pagar uma taxa de R$ 30,00 para envio do sedex.

6° O Certificado vale para faculdade?

Resposta: Sim, caso a Faculdade não aceite as 40 horas, só aceite 10 horas, é possível enviar um e-mail que fracionamos em Módulos de 10 horas cada. Imprime e entrega, se Houver a necessidade de assinatura e carimbo, mesmo tendo todos os dados no certificado como: CNPJ E CREF, Envia o e-mail que enviamos, mediante a pagamento da taxa de R$ 30,00.

7° Quando começa o curso?

Resposta: Começa assim que a plataforma recebe  pagamento. No cartão em no máximo 5 minutos o acesso chega em seu e-mail, e no boleto pode ser no mesmo dia do pagamento, com prazo de no máximo 72 horas, porem a plataforma identifica o pagamento rápido.

8° Sou instrutor de Lutas, liberado para dar aulas de lutas posso adquirir?

resposta: sim, Porem sempre digo, este curso apesar da carga horaria ser alta, não substitui uma graduação ou faculdade. Dentro das academias de Lutas tem treinamento funcional especifico para lutas e o curso tem muto conteúdo que se transfere para lutas e preparação física de lutadores.

Para adquirir o Curso de Treinamento Funcional Online, AGORA,  basta clicar no botão abaixo!

 

Destaque

Bioimpedância gratuita!

Você que é de Toledo e região, e quer saber como anda sua saúde, buscando saber:

  1. Seu percentual de gordura
  2. massa magra
  3. Gordura visceral
  4. a idade que está vivendo com seu corpo atual
  5. imc

o valor de uma bioimpedância é de aproximadamente R$ 200,00 mas estou disponibilizando GRÁTIS para pessoas que adquirirem o método DESAFIO 15 DIAS,  no valor de R$ 57,00 e que me mandarem o comprovante do pagamento pelo whatsapp.

QUER GANHAR SUA BIOIMPEDÂNCIA? VAGAS LIMITADAS! 

O QUE É O DESAFIO 15 DIAS?

O desafio 15 dias é um método de treinamento funcional, para treinar em casa e em menos de 20 minutos, são treinos com o peso corporal e com imagens dos exercícios e planilha fácil de entender!

se estiver disposto(a) a se dedicar 15 dias, basta clicar em SIM EU QUERO!

Destaque

MINHA CABEÇA DÓI

DOUTOR REVELA UM MÉTODO PARA ACABAR DE VEZ SUAS DORES DE CABEÇA!

CLIQUE NO BOTÃO E COMECE HOJE MESMO A RESOLVER SEUS PROBLEMAS COM A DOR DE CABEÇA!

somente hoje de:

R$ 350,00 por R$ 170,00

ou em até 12x no cartão

Conteúdo 100% em videos, e Você aprenderá e poderá aplicar em outras pessoas!!

Destaque

Livro passo a passo!

 

Neste livro possui um passo a passo de como gerar renda extra sem aparecer, apenas seguindo o direcionamento detalhado dentro do E-book, por um valor muito baixo, comparado com o retorno que pode conseguir no mesmo dia!

OQUE VOCÊ FAZ COM R$ 27,00 ATUALMENTE?

R$ 0,90 centavos por dia!!!

Entrego seu E-book passo a passo em minutos!

Você abre o seu E-book no celular ou computador e faz todo passo a passo, e em seguida é  possível fazer vendas. Não é piramide. é uma venda de conteúdos digitais, e vale a pena o investimento, pois as comissões das vendas chegam a 80% do valor do produto, e você escolhe qual produto vai vender, e sem aparecer, sem oferecer para amigos. ( só se for algo que vá transformar a vida dele, senão, não precisa!

Em 4 dias me dedicando 30 minutos com conteúdos virais, consegui faturar mais de R$ 1.500,00, e continuei atendendo meus clientes na academia, e isso está replicando, e cada dia entra mais vendas com a INFLUENCIA DIGITAL, mesmo quando estou dormindo.

veja minhas vendas em um Mês!

 

Ultima chance de adquirir, pois quando atingir 50 copias, vou tirar do Ar. 

Mas só adquira o meu E-book se você estiver DETERMINADO(A) a utilizar o método, e após suas vendas forem acontecendo, continue investindo em mais conhecimento, porque se demorar muito o mercado será tomado por pessoas que começaram antes de você!!

SUPER PROMOÇÃO: (boleto e cartão)

DE R$ 57,00 POR R$ 27,00 POR TEMPO LIMITADO

Destaque

7 segredos para seu corpo virar uma máquina de queimar gordura

Fazer mudanças na alimentação, focar nos exercícios certos e até deixar sua rotina mais zen vão ajudar a incinerar pneuzinhos

Quando se fala em emagrecer e queimar gordura, a primeira palavra que vem à cabeça da maioria das pessoas é dieta. Mas essa é exatamente a palavra que deve ser retirada do vocabulário, conforme explica Rodrigo Polesso, especialista em Nutrição Otimizada para Saúde e Bem-Estar pela Universidade Estadual de San Diego, Califórnia (EUA), e líder do movimento Tribo Forte. “O que você precisa é transformar seu metabolismo e definir um estilo de vida capaz de destreinar seu corpo a acumular gordura”, conta. A recomendação do especialista? Seguir estas 7 atitudes:

1. Remover o consumo de “substâncias comestíveis”
O que Polesso chama de substâncias comestíveis são os produtos industrializados que não apresentam muitos nutrientes. “Para queimar gordura naturalmente, você precisa restabelecer o bom funcionamento do metabolismo e do sistema hormonal”, explica, destacando que o primeiro passo para conseguir isso é removendo as toxinas que emperram esse sistema. “As toxinas estão nas substâncias comestíveis, nos açúcares, farináceos processados e carboidratos artificiais. “São estes elementos que fazem com que o metabolismo produza uma grande quantidade de insulina, incentivando o estoque de gordura”, conta.

2. Priorizar a densidade nutricional dos alimentos
O segundo segredo para que o corpo passe a queimar pneuzinhos é priorizar alimentos de alta densidade nutricional. “Com isso, você passa a fornecer ao corpo todos os minerais e vitaminas de que ele precisa”, conta o especialista. “Alimentos reais e verdadeiros são mais nutritivos e fortalecem o corpo para uma mudança de funcionamento.”

3. Limitar os carboidratos densos
Não basta eliminar os carboidratos processados. “Limitar o consumo de carboidratos densos, como batata, arroz, açúcares e bebidas adoçadas, é primordial porque a obesidade é uma doença metabólica causada pelo excesso de insulina”, explica. O especialista destaca que todos os tipos de carboidratos são lenha para a fogueira para esse hormônio produzido pelo pâncreas. “Somente ao fazer isso você começa a possibilitar que o organismo priorize o emagrecimento e a queima dos excessos”.

Leia mais: Nova dieta low carb: reduza o carboidrato por um tempo e depois volte a comer pão sem engordar

4. Otimizar a ingestão de gorduras naturais
Ao limitar o carboidrato, normalmente as pessoas aumentam o consumo de gorduras naturais. “É importante parar de incluir gordura artificial, como margarina e óleos vegetais, e priorizar as naturais como azeite, óleo de coco e até banha, que não são tóxicos e ajudam o corpo a funcionar bem”, completa. Aos poucos, você vai se tornando uma máquina de queimar gordura!

5. Turbinar a sensibilidade à insulina nos músculos
Rodrigo Polesso conta que um dos passos seguintes é fazer com que os músculos se tornem mais sensíveis à insulina. “É um ponto adicional ao processo de melhoria da saúde”, conta. “A prática de exercícios físicos corretos, principalmente os de resistência (que trabalham os músculos), vai fazer com que eles fiquem mais sensíveis à insulina, absorvam melhor a glicose e também passem a ajudar a diminuir a gordura de forma natural”, explica.

Mesmo assim, o especialista conta que o foco nos exercícios não deve ser a primeira estratégia de quem quer emagrecer. “O exercício em si, sem alimentação adequada, não promove a perda de peso de forma tão eficiente”.

Leia mais: 12 alimentos para você ganhar músculos

6. Colocar o stress em xeque
Quem deseja emagrecer precisa lutar contra o stress. “Esse sentimento faz com que a produção de cortisol seja estimulada”, explica. “O corpo estressadoemagrece com mais dificuldade porque esse hormônio também contribui para a maior produção de insulina e, quando ela está ativa, a gente não consegue perder peso direito.”

Sabendo que o organismo estressado tem mais obstáculos para perder peso, o especialista sugere que se tenha uma melhor qualidade de vida como aliada do emagrecimento. “É por isso que não se deve fazer dietas restritivas: elas podem criar um estresse a mais bem no momento em que se precisa perder peso”, completa.

7. Práticar o jejum intermitente de forma inteligente
O jejum intermitente é o último segredo para fazer com que sua máquina elimine excessos. Mas o especialista alerta que é necessário que isso seja feito com cuidado. “A prática de jejum intermitente pode ser poderosa, mas a prioridade precisa ser nos outros passos anteriores. Só depois de aplicar a alimentação correta é que o jejum pode ser feito de forma gradual e correta”, comenta Polesso, destacando que esse processo possibilida que o corpo acesse as gorduras extras como forma de energia, ajustando as engrenagens do metabolismo e permitindo que ele funcione corretamente.

Destaque

Crossfit x Musculação! Qual é o melhor?

 Primeiramente, CROSSFIT é uma marca registrada, e só pode ser utilizada por Box de Treinamento Credenciados a Marca, mediante a pagamentos de licença de US$ 3.000,00/ano, mas não basta pagar, você deve atender também algumas outras exigências da CrossFit. Este valor pode sofrer alterações. Para consultar o valor atual e todas as exigências da CrossFit, visite o página: Como se tornar um afiliado oficial de CrossFit?. e ainda o coach deve obter o treinamento level 1 da marca, e no Brasil deve ser Educador Fisico com Cref em dia.

Musculação, é a atividade mais conhecida do meio fitness, e é necessário montar uma academia com diversos aparelhos e pesos, e é uma empresa como todas as outras, basta o proprietário ser ou contratar um profissional de Educação Física com cref em dia.

Qual é o melhor? Sinceramente, o melhor método, é o que atende as necessidades e escolhas dos clientes, porem a pouco tempo não se tinha “prova social” sobre o crossfit, e tão pouco estudos comparando Crossfit X Musculação, mas atualmente ja é possível analisar com seus próprios olhos as diferenças e similaridades entre ambas as modalidades.

As provas sociais do crossfit, seriam os resultados de “antes X depois”, e será possível identificar os resultados e analisar se é o que procura ou não, e na musculação o mesmo é possível identificar. Mas se a procura for por um físico de Bodybuilder, com certeza o Crossfit não é a melhor opção,.

A musculação sempre foi e sempre será uma atividade em que é possível “moldar” o corpo esteticamente, com a possibilidade de trabalhar com maior eficiência todas as partes do corpo com exercícios localizados, dividindo o treinamento para que se atinja a simetria ideal entre membros inferiores e superiores, podendo utilizar de conhecimentos específicos para treinar e competir nos palcos do fisioculturismo.

O Crossfit é um treinamento global, com atividades compostas por movimentos em que se recruta o corpo todo, e intensidade muito alta, condicionando o corpo em pelo menos nove valências físicas, como:

-Resistência cardio-respiratória;
-Resistência muscular;
-Força;
-Flexibilidade;
-Potência;
-Velocidade;
-Coordenação;
-Agilidade;
-Equilíbrio e precisão.

Acesse este link e baixe um arsenal de conteúdo, tanto treinos de musculação, quando conhecimentos em treinamento funcional.

Destaque

COMO PLANEJAR UM TREINO DO INICIANTE AO AVANÇADO!!

Durante uma seção de Treinamento Físico Funcional, pode acontecer de algumas situações delicadas, como: alunos/atletas com condicionamento físico aeróbico/ anaeróbico em  condições muito diferentes uns dos outros, e neste caso é preciso planejar um treino em que todos iniciem e terminem a seção de treino juntos, isso em casos em que a aula seja planejada por tempo, por exemplo: 30 minutos/40 minutos e assim por diante.

E como faz para planejar a aula/treino para que todos consigam atingir o objetivo planejado para a seção de treinamento?

capa express curso 3d

Avaliar as condições físicas de todos, e utilizando os dados coletados, planejar as seções seguintes, que pode ser por (microciclos, macrociclos e mesociclos), ou seguindo a evolução dos alunos, e acrescentando elementos e métodos que sejam adequados para cada evolução.

Uma aula deve seguir um padrão, com aquecimento+ mobilidade articular+ Preparo Muscular + Treino + relaxamento.

As cargas devem estar de acordo com o nível de cada um, o intervalo entre series varia de acordo com as cargas, por exemplo: cargas baixas=intervalos curtos, cargas altas=intervalos longos.

Treinos intervalados e circuitos, são ótimos, mas não combinam com exercícios unipodais/unilaterais, (afundos) principalmente quando se treina em grupos, os exercícios que combinam bem, são bipodais e alternados, por exemplo: Agachamentos, passadas, avanço alternando pernas… e o mesmo para membros superiores.

Preparei um Curso Online que contem todo conteúdo para planejar seus treinos, e ainda contem bônus exclusivos com treinos prontos para iniciar e utilizar em suas aulas, para iniciantes até aos avançados.

Acesse: CURSO DE TREINAMENTO FUNCIONAL EXPRESS

capa express curso 3d

Destaque

Emagrecimento x Treinamento Funcional.

Treinamento Funcional Emagrece?
Muitas pessoas perguntam se o treinamento funcional Emagrece, ganha massa muscular, e entre outras perguntas! o resultado varia de acordo com o nivel de condicionamento, nivel de intensidade aplicada ao treino, freqüencia semanal, alimentação , descanço.
E o que seria esse treinamento funcional? O treinamento funcional é nada mais, nada menos, que exercicios do dia a dia, como: agachar, empurrar , levantar, puxar, carregar e tantos outros movimentos.
E como este método pode ajudar a ter resultados? Ai que entra o profissional de Educação Fisica especializado. Pois ele é capaz de prescrever a melhor forma de execução e até mesmo a ordem e a quantidade de exercicios, para que se tenha o volume adequado para que o resultado seja alcançado, e não adianta ficar buscando exercicios mirabolantes na internet e colocar na série, se não for o objetivo.
Doque serve ficar em cima de uma bola, se seu objetivo é ganhar força, massa muscular e até mesmo emagrecer. Deixa os treinos de equilibrio para as pessoas que precisam, e assim evitando lesões que possam prejudicar seus resultado!
Att: Fernando Richard Personal trainer. CREF:016104-g/pr

 

Destaque

DESAFIO 15 DIAS

EMAGREÇA E DEFINA EM 15 DIAS!

Se você deseja perder PESO e medidas sem sair de casa, este Método é para VOCÊ!

O Método é simples, São Treinos simples, curtos e de alta intensidade, muito fáceis de fazer em casa, basta adquirir o DESAFIO 15 DIAS  e começar suas atividades em casa:

veja os resultados :

veja como são os treinos:

Mais videos acesse o meu canal no YOUTUBE

O desafio 15 dias, foi desenvolvido através de muitos desafios desenvolvidos em mais de 10 meses, e a cada 15 dias iniciava uma turma, e os treinamentos que deram mais resultados em 15 dias, foram transformados em um método, que pode ser executado em qualquer lugar, e sem aparelhos e apenas com o peso do corpo. Uma das vantagens, é a facilidade de treinar, com treinos evolutivos e sem exercícios difíceis de serem executados, e sim com uma sequencia matadora, que eleva a queima de gorduras e aceleram o metabolismo, a fim de continuar a queima de gordura por pelo menos 2 dias.

GARANTIA

SE POR ALGUM MOTIVO, VOCÊ DESEJAR PARAR, E DESISTIR, TE DEVOLVO TODO SEU DINHEIRO, SEM RESSENTIMENTOS, E CONTINUAMOS AMIGOS. 

E AGORA, ESTA CONVENCIDO(A) ?

LEVE AINDA ESSES BÔNUS:

1-Treino completo de mobilidade Articular-melhora na execução de exercícios.


2-E-book com mais de 100 treinos prontos para serem executados em qualquer lugar.


3- E-book com receitas praticas e deliciosas que promete secar seu shape.

muitas pessoas estão associando uma alimentação, utilizada pelo Cristiano Ronaldo, jogador de futebol, para acelerar seus resultados!

Destaque

Home Training – Treine em casa sem aparelhos de ginástica

Como treinar em casa para ter resultados?

Se deseja obter resultados rápidos, com exercícios Físicos sem sair de casa, e com 12 minutos de atividade por dia, ou melhor treinando dia sim e dia não, e podendo escolher horários e dias que deseja treinar, sem revezar, sem transito, sem aparelhos, então o programa HOME TRAINING é para você.

JÁ VIU ALGUM PLANO DE TREINAMENTO ASSIM?
PLANO PROMOCIONAL POR TEMPO LIMITADO, EM 5 DIAS VAI VOLTAR A R$ 19,90

Alem de ter planos mais Baratos do mercado Fitness, ainda contamos com uma garantia incondicional de 7 dias, para que possa experimentar nosso método de treinamento e podendo pedir seu dinheiro de volta assim que decidir que não é para você, simples assim.

Home Training ainda entrega esses bônus GRATUITOS, que ja foram vendidos por muito tempo por R$ 97,00 cada, e agora é bônus.

Veja como é fácil

                         

Destaque

Home Training – Treine em casa com treinos feitos para você!

Sabia que pode emagrecer e definir treinando em casa?

Veja esses Videos:

QUER RECEBER O MÉTODO COMPLETO AGORA? 

A cada dia está mais difícil de conciliar as atividades diárias, com a pratica de exercícios físicos, e não é apenas a pratica, mas ao tempo que leva para sair de casa e ir para a academia, e ficar uma hora se exercitando, e entre ir treinar e voltar do treino, levar aproximadamente 2 horas no total.

Como esse problema poderia ser resolvido? 

Depois de muitos testes e enviando treinos para muitas pessoas no Brasil e até para outro países, consegui reunir um arsenal de conteúdo e métodos, que pode chegar até você e resolver de uma vez por todas esse problema.

Para obter todo este conteúdo, e acessa-lo que qualquer lugar e pelo celular, tablet e computador, é muito fácil, e pratico.

São 5x de R$10,11 

Temos uma garantia de 7 dias, para que este o conteúdo e veja se é realmente o procura, e não gostando ou não te ajudando, basta me pedir que eu devolvo todo seu dinheiro, e continuamos amigos.

Não deixe que suas desculpas sejam maiores que seus objetivos, e adquira um método que vai te ajudar a sair da zona de conforto, e mudar sua vida, tanto esteticamente, quanto fisicamente.

 

Destaque

Quanto custa um Personal Trainer mais a mensalidade da Academia?

Quanto tempo você tem para obter resultados?

Ola, Sou Fernando Richard Personal Trainer, e atuo em Toledo-Pr, e ja atendo mais de 100 Alunos Online, Enviando treinos ,todo mês, com mensalidades e planos acessíveis e MUITO mais barato do que pagar mensalidades de academia mais a mensalidade do Personal Trainer!

Vou te contar minha Historia!

Em 2008 iniciei meus estágios em academia e trabalhei 2 anos focado em aprender o máximo possível e testando ao máximo as técnicas de resultados em academia, com aparelhos.

Em 2010 minha carga horaria de trabalho era muito puxada, trabalhava 12 horas por dia e tinha mais de 300 treinos para montar todo inicio de mês, e era uma loucura, só que todos esses treinos, viraram meu banco de dados, e consegui separar os melhores e treinos que mais deram resultados e criei um método que te entrega o treino que você deseja e menos de 5 minutos, sem precisar sair de casa. Veja que fantástico, você receber seu treino, um hiit de 12 minutos para treinar em casa. É algo que testei por pelo menos 9 anos, com pessoas como você, e com atletas, e que deram muito resultado tanto estético quanto melhoras no condicionamento físico, sem falar dos benefícios que por si só a atividade física promove!

Quanto custa ficar fora de forma, ou até mesmo ter dificuldades de realizar tarefas do dia a dia?

Essa é uma resposta fácil de saber, e fácil de descobrir se você está fora de forma, basta não fazer nada, desde caminhadas, corridas, bike, academia um circuito funcional, e a falta de atividade física pode deixar as pessoas cada vez mais doentes, fisicamente e mentalmente. Por isso é importante a busca pelo condicionamento Físico!

Resultado de imagem para crossfit grafico de doença e fitness

E quanto custa obter um treinamento?

Receber em casa, e acessar pelo celular/tablet ou notebook, e treinar em qualquer lugar,por um valor muito menos que a mensalidade de uma academia e sem precisar revesar com ninguém, tem um investimento de R$57,00 e em 5 minutos está ai na sua mão, e não importa onde você esteja morando, se é no Brasil ou em outro Pais do Mundo, o tempo de entrega é o mesmo!

VEJA OS RESULTADOS:

Para Adquirir basta clicar no botão abaixo:

Bom Você ainda tem uma garantia de 7 dias, para testar e ver se é para você, e caso não goste, por qualquer motivo, eu te devolvo seu dinheiro, quem questionamentos!

Não fique esperando as melhores condições para iniciar sua atividade física, e comece sem sair de casa e ao poucos vai querer treinar ao ar livre e até mesmo em alguma academia ![

Destaque

Treinar em casa da resultados?

Como treinar em casa para ter resultados?

Uma pergunta difícil: como treinar em casa? Trabalho, estudo, filhos, família, amigos, eventos…Temos uma série de compromissos que nos fazem ter menos tempo para treinar. A boa opção é você treinar em casa, mas é possível? 

Treinar em casa já é uma realidade para muita gente, comprar aparelhos e máquinas é muito fácil até mesmo pela internet. Quem não tem aquela esteira ou bicicleta ergométrica em casa que virou um novo guarda-roupa?

 

Todo mundo sabe da importância da atividade física, os médicos, professores, a Organização Mundial da Saúde, imploram para que as pessoas sejam ativas fisicamente, mas sabemos que não é fácil, e treinar em casa pode ser uma grande solução para você.

Apesar de ser mais acessível existem algumas barreiras que te bloqueiam para permanecer na ativo.

Como treinar em casa e ter motivação?

Essa é uma das questões mais difíceis, mas que concluída lhe trará todo o resultado.

Rotina – Diferente de uma academia, na sua casa você tem várias opções de conforto, internet, tv, sofá, cama, livro, vídeo – game ou obrigações, fazer almoço, lavar carro, cuidar das crianças, etc.

Definir uma rotina será importante para você e para as pessoas que moram com você, por exemplo, todas as terças e quinta você irá treinar por 30 minutos. Ao definir isso sua cabeça e seus familiares já saberão o que está programado e irão se organizar de certa forma para que seu treino ocorra.

Como toda rotina, precisa ser feita sistematicamente, até se tornar um hábito, fazer por 1 semana e depois parar e querer voltar daqui a 2 semanas, além de ser frustante, não irá ajudar.

como treinar em casaPense no melhor horário para você. Talvez seja preciso se sacrificar um pouco, conheço uma aluna que treina às 6 horas da manhã de terça e sexta-feira.

Esse é um horário difícil para muita gente, para ela também é, porém foi o que deu certo, pois às 7 horas as crianças precisavam acordar e após isso era compromisso o dia inteiro. A propósito, ela está tendo ótimos resultados.

Resultados – Quem não se empolga quando está vendo que está mais forte, ou mais magro, o resultado será muito motivador, porém não espere que após um mês de treino você já tenha alcançado sua meta. Um passo de cada vez e você chegará lá. Se você busca emagrecer indico esse artigo para você criar sua meta. Metas para emagrecer.

Com o passar do treinos, você sentirá sua postura melhorando, seu condicionamento, seu entusiasmo, sono, alívio de doresalívio do estresse, pequenas coisas que faram seu dia-a-dia melhor. Não foque apenas no estético, eles virão também.

Como treinar em casa com segurança?

Isso é um ponto importante, pois se você treinar sozinho e se machucar será pior do que não fazer nada, concorda?

Exercício de internet – Para isso é importante não copiar exercícios que você vê na internet, InstagramYoutube. Só porque a modelo faz aquele exercício de cabeça para baixo e ela tem o abdômen trincado.

Não que você não consiga, porém o risco é muito alto para um efeito que você consegue com exercícios tradicionais, sem se colocar em perigo.

Copiar treinos – Isso é comum até mesmo na academia, querer fazer o treino do amigo ou de algum famoso que mostrou seu treino para um revista. Copiar o treino nem sempre é eficiente e muitas vezes é perigoso, cada pessoa tem um nível, tem alguma restrição, objetivos diferentes, condicionamentos diferentes.

Não somos iguais e o treino também não deve ser. Treinos “receita de bolo” não funciona.

Verificar estado de saúde – se você já sentiu dores, se na sua família tem históricos de problemas cardíacos, dores articularesobesidade, entre outros, procure um médico!

Se houver alguma restrição o médico não irá te proibir te treinar, apenas terá que fazer exercícios adaptados, direcionados e na intensidade para o seu problema.

como treinar em casaComo treinar em casa mudando os exercícios?

Essa é outra barreira para muitas pessoas, afinal ficar fazendo os mesmos exercícios sempre, além de ser chato, nada desafiante, chega um ponto em que se torna ineficiente.

Fazer o mesmo exercício se torna ineficiente, simplesmente porque o corpo se adapta. Após o corpo se adaptar à aquela carga, aquele movimento e intensidade, não há mais quebras de fibras, não há aumento de frequência cardíaca, assim não tem mais evolução nem resultado.

Porém você não é obrigado a saber milhares de exercícios e saber como encaixar no seu treino cada um deles, isso é obrigação de um professor de educação física.

Dicas para treinar em casa

  • Ambiente – cuidado para não ter nenhum objeto ou alguém onde você possa pisar ou bater, evite acidentes.
  • Adaptações – é comum adaptar alguns objetos para realização de exercícios como usar uma cadeira, verifique o quanto é forte o objeto para realizar os exercício, uma cadeira de plástico, por exemplo, pode não aguentar a carga imposta.
  • Roupa – mesmo em casa é importante treinar com roupas fitness, lhe dará mobilidade, conforto e facilidade na transpiração.
  • Aquecimento – é fundamental fazer alguns minutos de aquecimento, e não são 10 minutos na esteira. Veja esse artigo sobre aquecimento. Aquecimento corporal.
  • Alongamento – é importante fazer alongamento. Se não der para alongar logo após a atividade, tire 15 minutos do dia para alongar, pode ser até no seu trabalho como eu mostro nesse artigo. Alongamento .

DESEJA SABER MAIS SOBRE O HOME TRAINING? ACESSE:

É possível treinar em casa sim, basta querer e seguir essas dicas. Lembre-se: 15 minutos todo dia lhe darão resultados incríveis também.

Agora você já sabe como treinar em casa, gostou? Compartilhe! Abra um espaço na sala e…

Bom treino

Destaque

Você comete esses erros quando Treina?

 

RECEBA OS 12 EXERCICIOS PARA MELHORAR SEU AGACHAMENTO. AQUI!

Seja porque você não gosta da agitação da academia (o que muitas vezes significa ficar esperando muito mais que o desejado por um único aparelho) ou então porque a mensalidade ainda não cabe no bolso, o treino em casa pode acabar sendo uma boa opção para ficar em forma sem precisar sair do conforto do lar.

Mas assim como na academia não existe muita calma e a espera pode ser grande, do mesmo modo em casa não existe um espelho gigantesco nem há um instrutor para orientá-lo quanto à execução correta dos exercícios. Então, o que parecia uma grande vantagem pode atrapalhar seus ganhos e até mesmo causar lesões.

Mas tenha calma, pois isso não significa que você não deva treinar em casa: basta apenas prestar atenção a algumas dicas para evitar os erros comuns que você possa estar cometendo sem saber e que podem ser facilmente evitados.

Saiba quais são eles e comece a treinar de maneira adequada para obter melhores resultados com seus exercícios – sem precisar correr o risco de se lesionar.

1. Não treinar

Workout-Excuses-410x290

As grandes vantagens do treino em casa – comodidade e disponibilidade (você treina a hora em que quer) – podem ser também as maiores desvantagens. A mensalidade da academia costuma trazer consigo uma certa obrigação de frequência, que ainda que não seja obviamente verdadeira é psicologicamente correta. O fato de estar pagando pela academia pode deixá-lo com sentimento de culpa por desperdiçar o dinheiro caso opte por não ir regularmente à academia.

Já o treino em casa não traz consigo esse remorso, uma vez que se você não treinar não haverá prejuízo- financeiro, pois certamente haverá uma perda no seu condicionamento e um atraso na realização dos seus objetivos.

Como evitar:

As grandes vantagens do treino em casa – comodidade e disponibilidade (você treina a hora em que quer) – podem ser também as maiores desvantagens. A mensalidade da academia costuma trazer consigo uma certa obrigação de frequência, que ainda que não seja obviamente verdadeira é psicologicamente correta. O fato de estar pagando pela academia pode deixá-lo com sentimento de culpa por desperdiçar o dinheiro caso opte por não ir regularmente à academia.

Já o treino em casa não traz consigo esse remorso, uma vez que se você não treinar não haverá prejuízo- financeiro, pois certamente haverá uma perda no seu condicionamento e um atraso na realização dos seus objetivos.

Como evitar:

  • Se fazer atividade física já exige muita disciplina, o que dizer do treino em casa? Além das inúmeras distrações ao seu redor, é muito fácil chegar em casa e acabar se convencendo de que está muito cansado para treinar. Para evitar que isso aconteça, programe-se com antecedência e já deixe anotado em sua agenda (e de preferência em algum lugar que você possa ver diariamente, como um quadro ou anotação na geladeira) os dias em que deve treinar;
  • Comunique a todos da sua família com antecedência sobre seus treinos e fale sobre a necessidade de não ser incomodado por qualquer motivo;
  • Ligue sua música favorita e prepare-se (com aquecimento e alongamento) como se estivesse na academia, e não se esqueça de deixar as distrações de lado (celular, computador, etc). Foque no seu treino, e respeite os intervalos entre um exercício e outro.

 

2. Não ir até o limite

É claro que é muito mais fácil ter disposição para ir até o final da série quando tem uma porção de gente olhando, mas se você não se forçar, vai acabar trapaceando com mais frequência e quando se der conta suas repetições terão diminuído e você não estará obtendo mais nenhum benefício do treino em casa.

Como evitar:

  • Infelizmente nós seres humanos somos egocêntricos, e ser admirado faz bem para a musculatura, já que acaricia o ego. Mas você tem que pensar que está malhando para você, e que se você falhar em ir até o final, não vai obter nenhum ganho a partir do seu esforço;
  • Mantenha a concentração e imagine-se com o corpo que você está procurando construir e que estará cada vez próximo se você se esforçar e não desistir.

3. Dispensar o Personal Trainer

Squat-Exercise

Ainda que você não frequente a academia devido ao alto preço das mensalidades, o serviço de um personal trainer no início do treino em casa pode ser fundamental para você aprender a fazer corretamente os exercícios base e conseguir obter ganhos visíveis sem correr o risco de se lesionar.

Apenas um ou dois meses já podem ser mais do que suficientes para você começar a construir aquilo que será o alicerce do seu treino e a partir daí começar a fazer mudanças por conta própria. Outro grande benefício de se contratar um personal logo no início do treino em casa é que ele poderá orientá-lo quanto aos equipamentos que você pensa em comprar – sejam eles mais simples, como anilhas e cordas, até mais complexos, como esteiras e máquinas.

Como evitar:

  • Pense que um ou dois meses de personal vai acabar saindo infinitamente mais barato que um ano de treino na academia, e que afinal de contas você está fazendo um investimento, e não um gasto. Além de aprender a melhor técnica para cada exercício, você pode ainda economizar muito tempo, pois de que adianta você treinar todos os dias em casa e depois de vários meses não apresentar nenhum resultado?
  • Lembre-se, portanto. que ao investir em um profissional da área de educação física você estará fazendo bom uso não só do seu dinheiro como do seu tempo.

4. Falta de Motivação

home

Quem está acostumado com a grande variedade de equipamentos da academia pode se sentir um pouco frustrado ao treinar em casa com menos recursos à disposição. Mas você já ouviu falar que mais nem sempre é igual a melhor? Pois então, vamos ver o seguinte.

Quantos aparelhos da academia você realmente utilizava com regularidade? Ou então quantas vezes você alternou a esteira com o elíptico e depois com o spinning? Poucas, não é mesmo?

A grande maioria das pessoas que frequenta a academia se limita a alguns poucos aparelhos, e a boa notícia é que com criatividade é possível reproduzir em casa boa parte dos exercícios oferecidos na academia. E sem contar que anilhas e o peso do próprio corpo podem ser melhores para o desenvolvimento muscular que boa parte das grandes máquinas sofisticadas.

Como evitar:

 

  • A rotina e a repetição dos exercícios é uma das grandes culpadas pela falta de motivação no treino em casa. A melhor maneira de evitar que isso ocorra com você é procurar variar o treino a cada semana, sempre encaixando exercícios novos;
  • Se você vai treinar glúteos, por exemplo, existem inúmeras maneiras de fazer agachamento em casa – não precisa ficar sempre repetindo o mesmo exercício clássico. Ou então para o treino de abdominal, que tal um dia utilizar a bola suíça, e no outro o colchão no chão, e depois outro exercício funcional?
  • Outra dica para evitar o desânimo é se preparar para o treino como se estivesse indo à academia: vestir as roupas adequadas, colocar suas músicas preferidas para tocar e deixar as distrações da porta para fora;
  • E de vez em quando, por que não convidar um amigo ou amiga para treinar em casa com você? Além de sair da rotina, você se sentirá mais motivado e com mais energia para manter a rotina.

5. Não ter um local adequado para treinar

images

É claro que o sonho de todo mundo é ter uma academia em casa igual à das celebridades, com as últimas novidades em aparelhos, dezenas de anilhas e uma sala de fazer inveja a muitas academias. Infelizmente, no entanto, essa não é a realidade de grande parte de nós mortais, que não dispomos de um cômodo livre só para deixar os equipamentos de malhação.

Isso não significa, no entanto, que você deva treinar no sofá enquanto alguém assiste TV ou as crianças brincam no chão. Além das distrações, você não estará no “clima” de se exercitar, e muito provavelmente o treino em casa não irá render como deveria.

 

 

Destaque

Os 5 melhores abdominais para chapar a barriga

Os exercícios mais poderosos para ficar com a barriga bem desenhada segundo a ciência

Curiosa para conhecer a lista dos melhores abdominais? “Os eleitos são alguns dos mais simples e conhecidos, mas que apresentam uma grande vantagem: acionam mais de uma parte do abdômen ao mesmo tempo”, diz Bianca Vilela, professora de educação física.

paperbackstack_550x498Para elaborar o ranking, os pesquisadores do Laboratório de Biomecânica da Universidade de San Diego, nos Estados Unidos, monitoraram um grupo de voluntários, que realizou os 13 exercícios mais comuns em ordem aleatória. Durante o teste, feito em maio de 2011, foi usado o eletromiógrafo, um aparelho que mede os sinais elétricos emitidos pelo músculo em atividade. O critério foi simples: quanto mais sinais eram descarregados, melhor posicionado ficava o exercício.

Aqui, você confere os 5 mais eficientes:

1. Bicicleta no solo

Abdominal bicicleta no solo

 (Fabio Heinzenreder/BOA FORMA)

Deitada, pernas unidas, levemente flexionadas e suspensas (um pouco acima do chão). As mãos ficam atrás da cabeça. Flexione um dos joelhos formando um ângulo de 90 graus e estique a outra perna. Ao mesmo tempo, leve o cotovelo do mesmo lado da perna estendida em direção ao joelho. Em seguida, faça o mesmo movimento com o outro lado. Complete 3 séries de 30 repetições.

2. Reverso

Abdominal reverso

 (Fabio Heinzenreder/BOA FORMA)

Deitada de costas, joelhos semiflexionados, mãos no chão, ao longo do corpo. Contraia o abdômen e traga os joelhos em direção ao peito até tirar o cóccix do chão. Faça 3 séries de 30 repetições.

3. Tradicional com a perna estendida

Abdominal tradicional com a perna estendida

 (Fabio Heinzenreder/BOA FORMA)

Deitada de costas, pernas unidas e estendidas para o alto, mãos atrás da cabeça. Eleve o tronco, tirando os ombros do chão, e volte. Faça 3 séries de 30 repetições.

4. Prancha no solo

Abdominal prancha no solo

 (Fabio Heinzenreder/BOA FORMA)

De bruços, com os antebraços no chão, pernas estendidas e ponta dos pés apoiada. Suba o corpo, formando uma linha reta da cabeça até os tornozelos, mantendo o abdômen contraído. Segure 30 segundos na posição. Repita duas vezes.

5. Tradicional na bola

Abdominal tradicional na bola

 (Fabio Heinzenreder/BOA FORMA)

Com a lombar bem apoiada na bola, deixe os joelhos flexionados, as pernas paralelas e afastadas na largura dos quadris, os pés firmes no chão e as mãos atrás da cabeça. Eleve o tronco, tirando os ombros da bola e volte. Quando subir, olhe para o alto e solte o ar. Faça 3 séries de 30 repetições.

Destaque

5 vantagens dos cursos online

Entenda quais motivos podem fazer com que essa seja uma boa escolha!

Os cursos online são uma forma de ensino que vem se popularizando cada vez mais, principalmente por terem algumas vantagens em relação ao ensino presencial convencional. Entretanto, muitas pessoas não conseguem se adaptar a esse modelo de educação. Confira os motivos pelos quais você deveria realizar um curso online:

1 – Flexibilidade

O ensino online tem uma grande vantagem em relação ao presencial: os estudantes podem escolher qual o melhor momento para estudarem. Diferentemente das instituições que criam uma grade de aulas que todos os alunos precisam assistir às aulas no mesmo horário, o ensino online possibilita que cada um da turma acesse o conteúdo no momento que quiser. É uma boa alternativa para as pessoas que têm uma rotina muito acelerada e, ainda assim, gostaria de estudar.

2 – Preço

Existem duas modalidades de cursos online: os pagos e os gratuitos. Mesmo aqueles para os quais é necessário desembolsar algum dinheiro, o valor é muito menor do que comparado a um curso presencial. Por isso, pesquise sobre qual a melhor modalidade pra você.

3 – Variedade

Muitos cursos disponíveis na internet não existem em versões presenciais. Por isso, você aumenta suas chances de encontrar algum assunto que realmente o interessa. Além disso, o curso pode ser muito mais específico e dá-lo um embasamento incrível sobre os assuntos que você gosta.

4 – Praticidade

Outra vantagem dos cursos online é que você pode realizar a aula de qualquer local que tiver acesso com a internet. Você pode assistir à aula do curso na sua casa, em um café ou até mesmo em uma biblioteca: o ambiente fica a sua escolha. Assim, você pode ter um rendimento elevado por estar onde se sente realmente confortável para estudar.

5 – Interatividade

A internet possibilitou o surgimento de diversas plataformas que ajudam nos estudos. Por isso, ao realizar um curso online, você pode entrar em contato com várias delas e ter um rendimento positivo ao final da experiência. Você pode se deparar com vídeos explicativos, infográficos, podcasts e outros materiais interativos, que também podem ser adaptados nas aulas presenciais.

 

Fonte: Universia Brasil

Destaque

TREINO COMPLETO PARA GANHO DE MASSA MUSCULAR

Ter um plano de treino de musculação sólido e consistente é essencial para poder aumentar a massa muscular e ganhar peso.

É preciso ter um plano de treino que seja adaptado às suas necessidades e objetivos específicos, neste caso, o aumento de massa muscular!

É muito importante entender que o treino de musculação não é o único fator de sucesso. Está sempre combinado com outros fatores fundamentais como:AlimentaçãoSuplementação e Descanso.

Estes são os três fatores essenciais para conseguir ter um ganho de massa muscular eficaz. Todos eles são igualmente importantes, basta que um deles não esteja sendo seguido corretamente para que todo o resto seja prejudicado.

Quando se consegue combinar um bom treino de musculação com uma excelente alimentação e descanso suficiente, ai você terá um poder enorme em direção ao sucesso.

Se não conseguir fornecer os nutrientes necessários para que seu corpo crie massa muscular não interessa qual é o treino de musculação que você realiza, tudo será em vão, da mesma forma, se não descansar o tempo suficiente para permitir a recuperação muscular, seu treino de musculação não irá trazer bons resultados.

É um dos principais problemas de quem quer aumentar a massa muscular mas não tem os conhecimentos necessários, é se focar muito no treino e deixar de se preocupar com a dieta e descanso dos músculos.

Veja abaixo um plano de treino bem eficaz para quem quer Ganhar Massa Muscular, e lembre-se, observe as respostas de seu corpo e adapte o treino como quiser.

 TREINO COMPLETO PARA GANHO DE MASSA MUSCULAR

Treino A – Peito e Ombro

Peito

treino_peito

Ombro

Ombro

 

Treino B – Pernas e Tríceps

Pernas

Pernas

 Pernas1

Tríceps

Tríceps

Treino C – Costas e Bíceps

Costas

Costas

Bíceps

Bíceps

Dicas

1. Descanse no máximo 1 Minuto entre as séries: Isto permitirá que o seu treinofique curto(o que é sempre bom) e garantirá uma intensidade estável e constante no seu treino, além de deixar o corpo aquecido evitando lesões.

2. Utilize cargas que você aguenta: Tenha certeza de que está usando pesos que consegue controlar. Nunca use um peso que o seu parceiro ou instrutor tem que ajudar desde a terceira repetição. Você só está enganando a si mesmo.

3. Execute os exercícios de forma correta: Tenha certeza de estar usando boa forma em todos os exercícios. Isto vai aumentar a segurança do seu treino e o tornará mais eficaz.

4. Tente poucas repetições ocasionalmente: Para quebrar a rotina do seu treino, faça de 4 a 6 repetições nos principais exercícios, isto fará com que os seus músculos recebam estímulos diferentes. Com poucas repetições pode-se aumentar a carga.

5. Aumente a frequência do treino: Por cerca de um mês, treine cada grupo muscular duas vezes por semana, para quebrar a rotina e trazer novos resultados.

6. Diminua a frequência do treino: Para quem está acostumado a treinar cada grupo muscular duas vezes por semana, tente diminuir a frequência do treino, treinando cada grupo apenas uma vez por semana, você pode aumentar o volume do treino e ter melhores ganhos.

7. Faça Dropsets: Tente fazer dropsets em músculos que não estão tendo resultados nos últimos meses.

8. Preste atenção na parte negativa do exercício: Lembre-se, a parte mais importante do exercício é a descida, e não a subida como todos pensam. Você pode duplicar seus resultados, dobrando a sua atenção para a descida do exercício.

9. Tire Férias: Após vários meses de treino árduo e frequente, tire 1 semana de folga e não faça nenhum tipo de exercício, isto é saudável para o corpo e para a mente.

E lembre-se, entenda que o treino de musculação não é o único fator importante que irá te ajudar no Ganho de Massa Muscular. O Treino precisa estar sempre combinado com outros fatores fundamentais como: AlimentaçãoSuplementação e Descanso.

 

Destaque

Personal Trainer Revela Os Segredos Para Ter um Corpo Sarado, sem Academia e com meia hora por dia!

Olá, meu nome é Fernando Richard, sou Personal Trainer a mais de 10 anos, atendendo muitas pessoas com diversos objetivos, e descobri que a maior dificuldade delas era a perda de peso.

Normalmente meus clientes treinavam uma hora por dia e ainda faziam aulas extras, como: corrida, pedaladas, jump, step, spining e etc… O resultados não apareciam, e as pessoas ficavam frustradas, pois estavam se dedicando e não saiam do lugar.

Os treinos sempre davam o retorno esperado quanto a: melhora na disposição, condicionamento físico, mobilidade, flexibilidade, e até mesmo estéticos, porem peso e diminuição de gorduras viscerais, não sofriam alterações significativas, e foi onde descobri os motivos que dificultava que os resultados aparecessem, e agora meus clientes estão satisfeitos.

Acesse ao treino gratuito em pfd com imagens dos exercícios 

   O Método: 

  Todas as pessoas sabem que para ter resultados é necessário que se pratique atividade física, dieta, sono, hidratação entre outros cuidados, e juntando todo esse repertório de cuidados, resolvi apresentar a FÓRMULA, que não é magica, mas vem beneficiando muitas pessoas que aderiram e acreditaram  que era possível e sem passar fome, com os seguintes cuidados.

  1.  Treinos de 2 a 5 vezes na semana, meia hora por treino funcional.
  2. Alimentação, incluir shake, sopas chás desintoxicantes.
  3. Treinamento em grupos, aumentando a motivação para treinar. 

Os valores são inferiores ao de um Personal Trainer, pois os treinos são feitos em grupos e a motivação é muito maior, por não estar sozinho atrás de algo que muitas pessoas estão, e a troca de informações é o que dá o real foco para continuar obtendo resultado.

Exame é de bioimpedância tetrapolar, que analisa os seguintes parâmetros:

1-Aferição de peso

2- Gordura corporal total

3- Massa livre de gordura

4- Massa de músculo esquelético

5- Massa óssea

6- Percentual de água corporal

7- Nível de Gordura Visceral

8- Taxa metabólica basal

9 – Idade metabólica

10 – Análise segmentada de gordura e massa muscular.

   Planos:

     

Para adquirir é muito fácil, e para marcar uma aula experimental:

 

Destaque

Desafio 15 dias Treino Online Gratuito

O Método DESAFIO 15 DIAS, Foi elaborado para atender pessoas com dificuldade de Emagrecer e definir, seguindo o principio de treinamentos intervalados e de curta duração e oferecendo conteúdo para que o objetivo seja alcançado.

 

SERÁ ENTREGUE:

   Sequencia de treinos para 15 dias, com alguns dias de intervalo.

SERÃO ENTREGUE ALGUNS BÔNUS COMO:

1.Livro digital- Calorias dos Alimentos

2.Treinos adicionais para continuar seu projetos por pelo menos 1 ano., com planilha de treinos de corrida para chegar aos 5 km partindo do zero.

3.Um livro digital com dicas de suplementação e alimentação saudável como: shake, sopas, chás e moussse saborosos.

Destaque

Treino de atleta serve para emagrecimento?

 Um treinamento elaborado para atletas serve para pessoas com diversos objetivos, inclusive para método de emagrecimento. Porem, quando se pensa em treinos para atletas, não se planeja apenas para condicionamento, mas para melhorar deficiências e aprimorar valências físicas que estão sendo exigidas com maior frequência e que são responsáveis pela qualidade dos movimentos, e onde se torna o principal mecanismo que proporciona as lesões mais frequentes.

Um treino para atleta passa por programações semanais e ou mensais, e cada faze de treinamento é responsável por: prevenir lesões, promover condicionamento Físico geral, especifico, mobilidade, força, flexibilidade resistência anaeróbica , resistência aeróbica, potencia, agilidade e precisão seja para lanças/chutar, arremessar entre outros.

Ja o treino para emagrecimento pode passar por ciclos de treinamento, porem não se passa por testes ou competições, e por este motivo geralmente se pula algumas fazes, partindo para o objetivo principal, que é o emagrecimento, aumento do gasto calórico, super series, circuitos e até mesmo a musculação, visando mais volume e intensidade, para que o corpo continue “queimando as calorias” mesmo no repouso, ou no período que não esteja fazendo atividade física.

veja 3 videos de treino de atleta que pode ser utilizado para emagrecimento.

Vídeo 1

Vídeo 2

Vídeo 3

O que vai diferenciar se é para atletas ou emagrecimento é a forma que vai ser planejado a sequencia dos exercícios, volume de series e repetições, e duração do treino.

esses exercícios foram utilizados na pré temporada do atleta, e acada semana vai se intensificando o treinamento, até que esteja todo o corpo em equilíbrio, ai sim se insere as cargas.

veja o video de um treino de atletas aplicado em grupos de emagrecimento:

Veja que é um treino que te como objetivo melhorar o condicionamento físico geral e é um treino intervalado, e que um atleta tem como obrigação de dar o máximo de si para atingir o objetivo. Já para este grupo, a ideia é cada um fazer no eu limite, sem precisar ultrapassar a faixa de 60 a 80% do seu batimento cardíaco.

Então, treine com objetivo, e obterá resultados que os atletas conseguem atingir!

Destaque

Treinos para emagrecimento, e em casa!

Ja pensou em obter resultados, com apenas 12 minutos por dia, e podendo emagrecer e definir!

É possível obter resultados rápidos e sem precisar de personal e academia, sem aparelhos de ginasticas e acessórios, e apenas com seu próprio peso corporal, e mais podendo se exercitar na praia, no parque ou em casa mesmo!

Já foi e continua sendo testados por mais de 5.000 pessoas, e a procura é grande, até atletas de alto rendimento estão aderindo ao MÉTODO, para aumentar o condicionamento físico para competições importantes.

Os treinamentos são testados em pessoas de todos os níveis de condicionamento Físico, e o resultado é realmente fantástico! Assista aos videos abaixo!

Treino na praia!

Treino na areia!

Treino em casa!

Tudo isso em um único método, por um valor muito acessível!

Apenas em 5 x

de

R $ 10,11

Destaque

5 benefícios do treinamento funcional para as crianças


Treinamento funcional é opção de lazer para crianças

Créditos: iStock

Treinamento funcional é opção de lazer para crianças

Muita gente ao ouvir falar de treinamento funcional logo pensa em adultos fazendo exercícios para obter um melhor condicionamento físico. Na verdade o treinamento pode ser realizado por pessoas de todas as idades, incluindo as crianças.

Este tipo de atividade é recomendado para os pequenos, pois atua de forma mais dinâmica do que a musculação. Para as crianças, o treinamento funcional apresenta uma série de benefícios, confira 5 deles:

1) Promove o desenvolvimento motor e cognitivo.
2) Proporciona o gasto de energia.
3) Gera a consciência corporal e controle mental.
4) Regula o sono e o apetite.
5) Amplia a percepção coletiva.

Segundo Eduardo Silva, educador físico e sócio proprietário do Espaço Ideal Fitness, o treinamento não está distante da realidade das crianças, pois o funcional é qualquer movimento produzido pelo próprio corpo. Então, brincadeiras infantis como corridas, cordas e vivo ou morto são consideradas funcionais. O diferencial desta metodologia para as práticas cotidianas é que nas atividades infantis, apenas uma capacidade física é estimulada. Enquanto que no funcional, o corpo é trabalhado de várias maneiras em uma única sessão.

O treinamento funcional infantil pode ser realizado por qualquer criança, mas por questões de segurança é ideal que o praticante esteja acima de quatro anos. Neste período, os pequenos já apresentam certa independência motora e cognitiva, portanto, aproveitarão mais os movimentos”, afirma o educador.

Segundo Silva, a diferença do treinamento infantil para o adulto é o método exercido. As aulas são realizadas de forma lúdica, com a utilização de jogos, músicas e brincadeiras. O funcional deve respeitar a faixa etária do público. Dessa forma, precisam ser criadas e desenvolvidas a fim de despertar o interessante das crianças. Por isso acabamos usando com frequência acessórios como bolas e cordas”.

Destaque

Treino para definir abdômen, pernas e braços sem causar lesões

Separamos exercícios seguros e completos feitos nos boxes de todo o país para montar um WOD que vai secar seu abdômen e fortalecer pernas e braços

Burpees, abdominais, agachamentos, saltos e flexões… Ufa! Agora, repita as séries dezenas de vezes. O ritmo de quem se joga sem medo nos WODs (a série feita nos boxes de treinamento pesado) não é moleza. Você vai ao extremo para queimar as gordurinhas e conquistar um corpo definido em pouco tempo – e com muito esforço.

O problema é que, quando os exercícios são realizados sem o acompanhamento de um coach especializado, eles aumentam seriamente o risco de lesões, principalmente na lombar e nos joelhos. Por isso, convidamos o educador físico Fabio Aquino, do Espaço Vida, em São Paulo, para montar um treino bem intenso, mas que possa ser feito em qualquer lugar e sem riscos de você se machucar.

Com essa sequência, sua musculatura chega quase à fadiga e você ganha força e definição. Já a frequência cardíaca aumenta tanto que o metabolismo acelera por dias (bye-bye, calorias!). E tudo isso sem barras nem kettlebells. “Treinar com uma carga maior do que estamos preparados para carregar é certeza de articulações e tecidos lesionados”, alerta Fabio, que também é especialista em coluna vertebral e fisiologia.

Veja também: 8 exercícios para deixar o bumbum durinho e evitar dor nas costas

Para não ter erro, separamos alguns dos principais exercícios feitos nos boxes e que podem ser realizados por qualquer pessoa – você só precisa variar o tempo de descanso de acordo com seu condicionamento. Está pronta? Então, dê o start e separe o shortinho e o cropped para desfilar as pernas torneadas e o abdômensequinho por aí.

FORÇA, FOCO E RESULTADO

O Protocolo Aquino Personal utiliza exercícios funcionais para envolver o máximo de músculos do corpo e queimar ainda mais calorias. O pouco tempo de descanso faz sua frequência cardíaca acelerar quase ao máximo. Partiu pernas, braços e abdômen definidos!

ANTES DE SUAR

Um bom aquecimento é fundamental para preparar as articulações e a musculatura para o treino e, assim, evitar lesões. Faça de dez a 12 minutos destes exercícios (todos juntos ou apenas um).

PULAR CORDA
Tente bater a corda com mais velocidade e sem dar saltos duplos. C

ORRIDA NO LUGAR
Simule os movimentos da corrida, mas sem sair do lugar, erguendo os joelhos.

E mais: Barriga chapada com 5 exercícios

CORRIDA LATERAL
Movimente-se para a esquerda e para a direita de forma lateral. Para dificultar um pouco o exercício, coloque um objeto no solo, de cada lado, e encoste a mão neles (agachando).

INTERVALO ENTRE AS SÉRIES

INICIANTES (ini): retome quando recuperar o fôlego e estiver confortável.

INTERMEDIÁRIAS (int): não fique muito tempo parada. Volte a fazer o exercício mesmo que esteja um pouco ofegante.

AVANÇADAS (av): descanse o mínimo possível, só para ir de um exercícios para o outro.

1. Burpee

 (Luciano Munhoz/Luciano Munhoz)

 (/)

Ini: 1 x 5 rep / Int: 2 x 8 repetições / Av: 3 x 12 repetições

a. Apoie as mãos à frente dos pés, flexionando os joelhos.

b. De uma vez, jogue os pés para trás até formar uma prancha e, em seguida, apoie o peitoral no solo, flexionando os cotovelos de forma controlada.

c. Retorne à posição inicial e salte com os braços para cima.

 

2. Planking (prancha)

 (Luciano Munhoz/Luciano Munhoz)

Ini: 1 x 15 s / Int: 2 x 25 segundos / Av: 3 x 45 segundos

Apoie os antebraços, afastados na largura dos ombros, e a meia ponta dos pés no solo. Erga o tronco e mantenha a posição com o abdômen bem contraído.

 

3. Push up (flexão)

 (Luciano Munhoz/Luciano Munhoz)

Ini: 1 x 6 repetições (pode apoiar os joelhos) / Int: 2 x 10 repetições / Av: 3 x 15 a 20 repetições

a. Deitada de barriga para baixo, estenda os braços e apoie as mãos no solo, afastadas na largura dos ombros.

b. Flexione os cotovelos, apontados para fora, e desça o tronco em direção ao solo.

 

4. Air squat (agachamento)

 (Luciano Munhoz/Luciano Munhoz)

Ini: 1 x 10 repetições / Int: 2 x 20 repetições / Av: 3 x 30 repetições

Em pé, com os pés afastados na largura dos ombros e paralelos, agache, como se fosse se sentar, e levante os braços, à frente, até a altura das orelhas.

 

5. Abdominal

 

 (/)

Ini: 1 x 20 repetições / Int: 2 x 50 repetições / Av: 3 x 100 repetições

Deitada, com os pés apoiados no solo próximos ao quadril, contraia o abdômen, sentando totalmente. Ao subir, expire, e volte à posição inicial inspirando.

 

6. Polichinelo

 (Luciano Munhoz/Luciano Munhoz)

Ini: 1 x 10 repetições / Int: 2 x 20 repetições / Av: 3 x 30 a 40 repetições

De pé, pernas unidas e braços estendidos ao lado das coxas, salte ao mesmo tempo que afasta as pernas e eleva os braços acima da cabeça. Em outro salto, retome a posição inicial.

7.  Tríceps no banco

 (Luciano Munhoz/Luciano Munhoz)

Ini: 1 x 10 repetições / Int: 2 x 15 a 20 repetições / Av: 3 x 25 a 30 repetições

a. De costas para o banco, apoie as mãos nele com os dedos virados para a frente. As pernas ficam flexionadas, formando 90° (se estiver fácil, estenda as pernas ou apoie sobre um banco à frente).

b. Desça o quadril, mantendo o corpo próximo ao banco.

 

8. Corrida

 (Luciano Munhoz/Luciano Munhoz)

Ini: 1 min de trote / Int: 2 minutos em uma velocidade um pouco mais rápida / Av: 2 minutos em velocidade rápida

Vale correr na esteira, pelo quarteirão ou em uma pista.

 

9. Box jump (salto sobre caixas)

 (Luciano Munhoz/Luciano Munhoz)

Ini: 1 x 5 repetições / Int: 2 x 10 repetições / Av: 3 x 15 repetições

a. Com as pernas afastadas na largura dos ombros e os joelhos flexionados, incline levemente o tronco à frente.

b. Salte sobre a caixa, flexionando os joelhos para amortecer a queda. Retorne ao solo saltando.

 

10. Sit ups (abdominal completo)

 (Luciano Munhoz/Luciano Munhoz)

Ini: 1 x 10 repetições / Int: 2 x 15 repetições / Av: 3 x 20 repetições

a. Deitada, estenda as pernas, braços acima da cabeça.

b. Ao mesmo tempo, flexione os joelhos e erga o tronco, abraçando as pernas. Se preferir, mantenha as pernas em posição de borboleta.

Destaque

Como treinar em casa para ter resultados?

Uma pergunta difícil: como treinar em casa? Trabalho, estudo, filhos, família, amigos, eventos…Temos uma série de compromissos que nos fazem ter menos tempo para treinar. A boa opção é você treinar em casa, mas é possível? 

Treinar em casa já é uma realidade para muita gente, comprar aparelhos e máquinas é muito fácil até mesmo pela internet. Quem não tem aquela esteira ou bicicleta ergométrica em casa que virou um novo guarda-roupa?

Todo mundo sabe da importância da atividade física, os médicos, professores, a Organização Mundial da Saúde, imploram para que as pessoas sejam ativas fisicamente, mas sabemos que não é fácil, e treinar em casa pode ser uma grande solução para você.

Apesar de ser mais acessível existem algumas barreiras que te bloqueiam para permanecer na ativo.

Como treinar em casa e ter motivação?

Essa é uma das questões mais difíceis, mas que concluída lhe trará todo o resultado.

Rotina – Diferente de uma academia, na sua casa você tem várias opções de conforto, internet, tv, sofá, cama, livro, vídeo – game ou obrigações, fazer almoço, lavar carro, cuidar das crianças, etc.

Definir uma rotina será importante para você e para as pessoas que moram com você, por exemplo, todas as terças e quinta você irá treinar por 30 minutos. Ao definir isso sua cabeça e seus familiares já saberão o que está programado e irão se organizar de certa forma para que seu treino ocorra.

Como toda rotina, precisa ser feita sistematicamente, até se tornar um hábito, fazer por 1 semana e depois parar e querer voltar daqui a 2 semanas, além de ser frustante, não irá ajudar.

como treinar em casaPense no melhor horário para você. Talvez seja preciso se sacrificar um pouco, conheço uma aluna que treina às 6 horas da manhã de terça e sexta-feira.

Esse é um horário difícil para muita gente, para ela também é, porém foi o que deu certo, pois às 7 horas as crianças precisavam acordar e após isso era compromisso o dia inteiro. A propósito, ela está tendo ótimos resultados.

Resultados – Quem não se empolga quando está vendo que está mais forte, ou mais magro, o resultado será muito motivador, porém não espere que após um mês de treino você já tenha alcançado sua meta. Um passo de cada vez e você chegará lá. Se você busca emagrecer indico esse artigo para você criar sua meta. Metas para emagrecer.

Com o passar do treinos, você sentirá sua postura melhorando, seu condicionamento, seu entusiasmo, sono, alívio de doresalívio do estresse, pequenas coisas que faram seu dia-a-dia melhor. Não foque apenas no estético, eles virão também.

Como treinar em casa com segurança?

Isso é um ponto importante, pois se você treinar sozinho e se machucar será pior do que não fazer nada, concorda?

Exercício de internet – Para isso é importante não copiar exercícios que você vê na internet, InstagramYoutube. Só porque a modelo faz aquele exercício de cabeça para baixo e ela tem o abdômen trincado.

Não que você não consiga, porém o risco é muito alto para um efeito que você consegue com exercícios tradicionais, sem se colocar em perigo.

Copiar treinos – Isso é comum até mesmo na academia, querer fazer o treino do amigo ou de algum famoso que mostrou seu treino para um revista. Copiar o treino nem sempre é eficiente e muitas vezes é perigoso, cada pessoa tem um nível, tem alguma restrição, objetivos diferentes, condicionamentos diferentes.

Não somos iguais e o treino também não deve ser. Treinos “receita de bolo” não funciona.

Verificar estado de saúde – se você já sentiu dores, se na sua família tem históricos de problemas cardíacos, dores articularesobesidade, entre outros, procure um médico!

Se houver alguma restrição o médico não irá te proibir te treinar, apenas terá que fazer exercícios adaptados, direcionados e na intensidade para o seu problema.

Como treinar em casa mudando os exercícios?

Essa é outra barreira para muitas pessoas, afinal ficar fazendo os mesmos exercícios sempre, além de ser chato, nada desafiante, chega um ponto em que se torna ineficiente.

Fazer o mesmo exercício se torna ineficiente, simplesmente porque o corpo se adapta. Após o corpo se adaptar à aquela carga, aquele movimento e intensidade, não há mais quebras de fibras, não há aumento de frequência cardíaca, assim não tem mais evolução nem resultado.

Porém você não é obrigado a saber milhares de exercícios e saber como encaixar no seu treino cada um deles, isso é obrigação de um professor de educação física.

como treinar em casaDicas para treinar em casa

  • Ambiente – cuidado para não ter nenhum objeto ou alguém onde você possa pisar ou bater, evite acidentes.
  • Adaptações – é comum adaptar alguns objetos para realização de exercícios como usar uma cadeira, verifique o quanto é forte o objeto para realizar os exercício, uma cadeira de plástico, por exemplo, pode não aguentar a carga imposta.
  • Roupa – mesmo em casa é importante treinar com roupas fitness, lhe dará mobilidade, conforto e facilidade na transpiração.
  • Aquecimento – é fundamental fazer alguns minutos de aquecimento, e não são 10 minutos na esteira. veja conteúdo sobre atividade fisica . Aquecimento corporal.
  • Alongamento – é importante fazer alongamento. Se não der para alongar logo após a atividade, tire 15 minutos do dia para alongar, pode ser até no seu trabalho como eu mostro nessa pagina. Alongamento .

É possível treinar em casa sim, basta querer e seguir essas dicas. Lembre-se: 15 minutos todo dia lhe darão resultados incríveis também.

Agora você já sabe como treinar em casa, gostou? Compartilhe! Abra um espaço na sala e…

Bom treino

Destaque

18 Ideias De Exercícios De Treinamento Funcional Em Dupla

exercícios de treinamento funcional em dupla

Você está procurando ideias para deixar sua aula mais dinâmica e animada então entra no Instagram. Lá encontra dúzias de fotos de Treinamento Funcional em dupla onde as pessoas estão sorrindo e se divertindo.

Será que vale a pena usar exercícios em dupla com seus alunos?

A verdade é que esse tipo de exercício está ficando cada vez mais popular. Uma boa parte dos clientes entra na academia em busca de muito mais que exercício físico. Eles também esperam um local de convívio social onde se sintam bem.

E para isso será necessário ter conexões com outras pessoas. Por isso muitos treinadores optam por usar exercícios em dupla que coloquem os alunos em contato próximo.

Se você realmente quer uma aula mais atrativa e lúdica também recomendo que comece a adotar as duplas. Nesse artigo você entenderá melhor as vantagens e cuidados que precisa tomar com exercícios de Treinamento Funcional em dupla.

Também separei 5 ideias de exercícios em dupla para te inspirar e usar com seus alunos. Quer aprender tudo isso? Então continue lendo.

Benefícios de usar exercícios de Treinamento Funcional em dupla

treinamento funcional em dupla benefícios

Mentalmente lembre o número de academias, Studios e espaços dedicados ao exercício que existem no seu bairro. São muitos, certo?

Vamos para outro exercício. Você consegue me dizer qual é o seu diferencial em relação a esses lugares?

Talvez você seja um profissional dedicado que busca o bem de seus alunos. Além de se manter sempre atualizado, como mencionei num artigo anterior, suas aulas precisam ser atrativas.

Caso contrário, nada impede o cliente de simplesmente sair pela porta e ir no outro estabelecimento que fica poucas quadras do seu. E mesmo que o aluno não desista de você, se ele ficar entediado provavelmente vai faltar com mais frequência.

E quando o aluno começa a faltar muito existe outro problema: ele não atinge seus objetivos como queria. Isso gera insatisfação, dúvida e no fim das contas leva o aluno a te abandonar de qualquer jeito.

Claro que isso não quer dizer que exercícios em dupla são a solução para seus problemas. Mas eles podem te ajudar a melhorar a qualidade de sua aula de Treinamento Funcional.

Aumenta a motivação do aluno

treinamento funcional em dupla e motivação

Qualquer atividade em grupo ajuda a melhorar a motivação. Isso é tão verdadeiro que muitas empresas adotam dinâmicas em grupo para melhorar a produtividade e motivação de uma equipe.

A motivação é um fator essencial para qualquer atividade humana, isso porque ela afeta tanto a memória quanto a atenção. Se você senta para escrever aquela monografia de mestrado precisa estar motivado ou vai ter problemas para fazer o texto.

Muitas vezes o objetivo principal do aluno é algo de longo prazo. Um exemplo é o emagrecimento, tão procurado por mulheres e homens que querem o corpo dos sonhos.

Eles não vão perder peso ou medidas da noite por dia e sabem disso. Então será que faltar em uma aula só vai atrapalhar? Provavelmente não.

Se isso acontecesse raramente, esses alunos permaneceriam no caminho para o objetivo e uma vida melhor em geral. Mas a falta de motivação faz com que esse comportamento se torne uma bola de neve.

Ontem a pessoa faltou porque queria chegar em casa cedo para lavar roupa, hoje vai faltar para poder assistir novela à noite, amanhã porque está com uma dorzinha de cabeça. E assim continua.

Para garantir que exista motivação para realizar alguma atividade precisamos de recompensas a curto e longo prazo. Perder peso será uma recompensa a longo prazo, enquanto encontrar um ambiente confortável e acolhedor pode ser uma recompensa a curto prazo.

Quando o aluno se sente bem toda vez que vai ao Treinamento Funcional, apesar de cansado, ele sente vontade de voltar.

Ao interagir com outros alunos, a pessoa sentirá que é parte de um grupo, ficará mais animada e como consequência terá mais vontade de estar lá.

Incentiva a competitividade

treinamento funcional em dupla competitividade

Outro fator que ajuda a motivar alguém é a competitividade. Estudos mostram que fazer amizades e competir entre outros praticantes estão entre os principais motivos que levam alguém a escolher uma atividade física.

Mesmo que a estética ou a saúde ainda sejam importantíssimos para alguém decidir começar a treinar, a relação com outros praticantes importa e muito.

Quando o assunto são atletas essa busca pela competitividade é bastante compreensível. Eventualmente eles precisarão superar seus pares em campeonatos para conseguirem medalhas e glória. Mas por que competir e se comparar com os outros tem a ver com praticantes de esporte normais?

Realmente, o maior público de uma academia são pessoas normais que só querem manter a forma. Mas ter alguém para se comparar é uma motivação para a maioria.

Jovens e adultos são bastante competitivo, tanto no ambiente de trabalho quando nas atividades físicas. Treinar com outras pessoas cria um desafio: o de se manter no mesmo nível que os outros ou supera-los. Mesmo que isso não dê prêmios ou uma medalha para o aluno.

A competitividade também ajuda o aluno a sentir-se motivado o suficiente para ir em todas as aulas. Treinando em contato próximo com outros ele fica consciente que ao faltar com frequência ficará menos apto que os demais.

Mesmo que você trabalhe com pessoas pouco competitivas, elas certamente não querem ficar para trás do grupo.

Os exercícios de Treinamento Funcional em dupla são ótimos porque ajudam nossos alunos a conviver em grupo, competindo de maneira saudável. Quando falo sobre competição, jamais podemos perder a excelência do trabalho seja ele na reabilitação ou no preparo físico.

Cria um novo círculo social para o aluno

treinamento funcional em dupla convívio social

Como disse no início desse artigo, os clientes tornam-se cada vez mais exigentes. Claro que é difícil alguém dizer diretamente para você que quer fazer amizades e se sentir bem treinando. Geralmente só ficamos sabendo dos objetivos estéticos ou de saúde de cada um.

Mas certamente todos os clientes que treinam com você estão em busca de um ambiente agradável e que os faça se sentir incluídos. O que pode ser difícil de criar numa aula cheia de estranhos.

Na hora que o instrutor diz: “Se separem em duplas para o próximo exercício”, os alunos são forçados a interagir, mesmo que sejam desconhecidos.

Quer comparar essa interação dos alunos em aulas onde não existem atividades colaborativas? Então entre numa academia tradicional e veja como os praticantes interagem. No máximo eles trocam um “boa noite” quando se encontram na porta.

Seus alunos já estão perto de serem amigos. Eles têm um interesse em comum: a atividade física. Se essa atividade for mais específica como o Pilates, é melhor ainda! O que falta muitas vezes é aquele empurrãozinho para que eles comecem a interagir.

Outra vantagem de criar uma conexão entre os alunos do grupo: lembra daquela recompensa a curto prazo? Ir para a aula e poder praticar atividades com amigos é uma ótima recompensa. Tenho certeza que quando você começar a utilizar esses tipos de exercícios seus alunos ficarão ansiosos por toda aula.

Não é tão difícil perceber porque muita gente tem dificuldade de ser assíduo na academia. É um ambiente hostil, sem colegas com quem compartilhar as experiências. Num mundo conectado como o atual, todos se sentem melhor socializando.

Incentiva alunos a convidarem amigos

Podemos admitir que todos nós adoramos fazer atividades com amigos, familiares e aqueles que amamos. O mesmo acontece com seus alunos. Se uma aula é boa e o incentiva a interagir com outros, ele sentirá mais vontade de te recomendar para seus amigos.

Em primeiro lugar, o aluno certamente vai querer dividir aquela hora do dia com pessoas próximas. Isso o levará a convencer um amigo ou colega a frequentar o mesmo grupo que ele.

Praticar atividades físicas com um amigo será uma maneira de se motivar e manter a frequência. E fazer exercícios de Treinamento Funcional em dupla com alguém também deixará os laços entre as duplas mais profundos.

Muitos dos exercícios em dupla que podemos utilizar numa aula incluem algum elemento de cooperação. Os dois precisarão cooperar para atingir um objetivo (realizar o exercício), fazendo com que melhorem a confiança e o relacionamento em geral.

O que quer dizer que seu aluno terá maior bem-estar em sua vida pessoal, além das aulas. Perceber os resultados do trabalho feito na academia ajudará a criar um aluno fiel a você e pronto para trazer ainda mais praticantes.

Cria colaboração entre os alunos

treinamento funcional em dupla e colaboração

Dar aulas em grupo pode ser um desafio. O profissional precisa monitorar cada um dos praticantes constantemente para garantir que o movimento está certo e não existem riscos.

Quando cada um no grupo está trabalhando por si o instrutor pode deixar algum problema passar sem perceber. Mas trabalhar em dupla faz com que um sentimento de colaboração surja.

Assim o companheiro poderá alertar o professor quando o outro aluno estiver um pouco disperso. Claro que isso não dispensa a atenção do instrutor, só cria um facilitador para as correções.

Sentir-se como parte de um grupo também faz os alunos animarem uns aos outros. Quando alguém está cansado e quer desistir de um exercício uma dupla pode ser o diferencial que faz esse aluno continuar.

Cuidados na hora de usar exercícios em dupla

cuidados com exercícios em dupla

Agora que vimos todas as vantagens você já está pronto para encher sua aula de exercícios em dupla, certo? Ainda não.

Existem sim diversos benefícios de usar atividades de Treinamento Funcional em dupla durante uma aula, mas também precisamos tomar cuidado. Alunos são humanos, ou seja, possuem um comportamento muitas vezes imprevisível.

Eles também são indivíduos e o que funciona para um pode ser um desastre para outro. Então antes de começar a aplicar os exercícios na aula, preste atenção nos fatores a seguir.

Competitividade

Mas Keyner, você não acabou de dizer que competitividade é algo bom para a aula?

Sim, contanto que ela seja uma competição saudável. É ótimo que seu aluno mais sedentário sonhe em chegar ao nível do melhor aluno da turma. Mas você prestar atenção com o tipo de pessoa que frequenta sua aula.

Alguém que odeia perder e se frustra facilmente talvez se sinta desconfortável num ambiente que incentiva a competição. Preste muita atenção na reação de seus alunos quando você sugere um exercício em dupla.

Alunos que começam a reclamar, fazem cara feia ou demoram exageradamente para se arrumar provavelmente estão com problemas.

Ao deparar-se com uma situação dessas você tem algumas opções. A primeira delas é evitar atividades em dupla, especialmente se algum aluno não se dá bem com o resto do grupo. A segunda é usar exercícios sem incentivar a competição.

Lembre que competição exagerada pode levar seu aluno a desistir completamente das aulas. É muito comum alguém ficar frustrado porque não consegue acompanhar o resto do grupo e querer desistir. Preste atenção no nível de habilidade de cada um.

E também fique atento aos diálogos dos alunos durante a atividade. Qualquer reclamação é um sinal de perigo a ser considerado.

Falta de atenção

Lembra nos tempos do ensino médio quando sempre tinha aquele grupo de alunos que falava sem parar? Nas atividades físicas o mesmo acontece.

Algumas vezes os alunos ficam muito conectados com o grupo e querem aproveitar o momento do exercício para bater papo. Isso seria ótimo, se não desconcentrasse a turma.

Concentração ajuda a se mover de maneira funcional, eficiente e sem compensações. Uma dupla pode ajudar com o fator de motivação e auxílio. Porém tome cuidado para não abrir mão de um movimento de qualidade pela motivação.

Um grupo desconcentrado também deixará a aula mais lenta e criará descontentamento em alguns alunos mais dedicados a seus objetivos individuais. Nem todo mundo é tão apaixonado pelo trabalho em grupo a ponto de não ligar de estar em uma aula muito bagunçada.

Preze sempre pela organização da aula, recomendando que os alunos mais conversadores terminem seus exercícios antes de falarem.

Problemas com espaço

Ao dividir uma turma em duplas você precisa lembrar que eles precisarão de um espaço diferenciado para praticar a atividade. Se eles se separarem pelo lugar sem pensar nisso podem levar a problemas durante a execução do exercício.

Felizmente esse é um problema facilmente contornável. Basta que o instrutor recomende a distância mais adequada entre as duplas. Se estiverem trabalhando num tatame por exemplo, você pode recomendar que fiquem a um ou meio quadrado de distância da outra dupla.

O instrutor também pode mostrar para cada dupla o lugar ideal para ficarem. Assim você impede que os próprios alunos se atrapalhem durante a prática. A boa distribuição do espaço também ajuda a evitar acidentes e situações constrangedoras como quedas e batidas.

Diferenças físicas e psicológicas individuais

Cada aluno é único em seu corpo, mente e objetivos. Portanto você talvez encontre pessoas com habilidades e pensamentos divergentes demais para conseguir trabalhar em grupo.

Se sua turma é variada demais talvez seja melhor evitar exercícios que precisem da ajuda de uma dupla. É possível que as diferenças em habilidade gerem conflitos e descontentamento.

Está em dúvida se seu grupo de alunos gostaria de exercícios de Treinamento Funcional em dupla? Então faça um teste em duas ou três aulas. Depois disso analise como foram os resultados.

Talvez as habilidades físicas de cada um tenham impedido que o exercício fosse realizado corretamente. Ou as desavenças entre alunos criaram uma divisão no grupo. Esses são resultados negativos a serem considerados.

É possível contornar tais aspectos negativos? Avalie suas opções e faça um novo teste. Talvez tudo funcione bem caso você escolha as duplas. Depois do teste avalie novamente.

Como instrutor é seu papel conhecer bem os alunos e descobrir pouco a pouco o que funciona melhor com cada um. Em grupos cheios de amigos é possível que essa amizade seja um limitador, por exemplo.

Pessoas muito próximas podem querer diminuir seu ritmo para acompanhar o colega. O oposto também acontece quando alguém com pouca aptidão física passa do seu limite para acompanhar a dupla.

O resultado é uma aula com exercícios pouco eficientes e funcionais com um risco de lesão aumentado.

Como decidir se um exercício é bom ou não para minha aula?

Vimos até agora as vantagens e riscos de usar uma atividade de Treinamento Funcional em dupla. As chances de você obter um bom retorno ao utilizar tais exercícios são grandes.

Provavelmente inserindo um ou dois atividades do tipo você já verá que os alunos estão mais motivados e integrados no grupo. Mas resultado talvez seja o oposto.

Primeiramente, o profissional deve avaliar cada um de seus alunos para estimar se aquela é a atividade certa. Fatores como a aptidão física, personalidade, tamanho e objetivos individuais devem entrar nessa decisão.

Você quer evitar conflitos e maximizar o aproveitamento de cada um, então precisa levar em conta todos os riscos.

E claro, o exercício precisa ser funcional e contribuir para os objetivos da aula.

Nunca inclua uma atividade porque ela é “divertida”. Mesmo que a curto prazo seu aluno fique mais animado e motivado, ele tem um objetivo a longo prazo que deseja cumprir.

Leve em consideração as musculaturas trabalhadas e como melhor encaixar o exercício na aula. Se for algo muito complexo talvez você precise incluir exercícios preparatórios antes de começar com o movimento.

Claro que saber se é algo muito complexo ou não também depende dos alunos. Um grupo mais avançado pode até não precisar de preparação, entre outro exija preparação prévia para fazer tudo corretamente.

Mesmo durante exercícios em dupla você deve prezar sempre pela excelência do movimento. Num momento onde a descontração é maior seu aluno realiza mais erros, exigindo uma atenção maior do instrutor para cada dupla.

Conclusão

A motivação de um aluno é um dos fatores que o fazem ficar ou abandonar suas aulas. E essa motivação sofre grande influência do círculo social que ele encontra.

Estar deslocado do grupo faz com que a pessoa se sinta menos à vontade no seu espaço de treinamento e com menos vontade de comparecer. O aluno provavelmente não vai admitir, mas se ele estiver conectado com os colegas faltará menos e treinará com mais empenho.

Os exercícios feitos em dupla são uma ótima maneira de incentivar a colaboração e interação entre os alunos. Se quiser transformar um grupo geralmente quieto numa turma animada e conectada, inserir alguns desses exercícios em aula é uma opção.

Porém, também é importante estar atento aos riscos de usar atividades do tipo. As diferenças entre cada aluno talvez sejam um fator que leva a conflitos.

Além disso, qualquer exercício usado numa aula (independente da modalidade) deve servir um propósito. Ok, ele é divertido, mas ajuda seu aluno a aprimorar seu corpo e criar movimentos mais funcionais? Se a resposta for sim, perfeito, use. Se for não, deixe o exercício de fora e escolha algo que agregue valor à aula.

E você, já usou exercícios em dupla durante suas aulas? Quero saber nos comentários como foi a experiência e a reação dos alunos.

 

Destaque

3 Treinos Funcionais que derretem gordura!

Se antes a esteira era a principal aliada na queima calórica, agora os exercícios funcionais de alta intensidade são a nova aposta de quem se dedica a entrar em forma. Um treinamento diário de 4 minutos é capaz de eliminar até 5 quilos em um mês.

Parece milagre, né? Mas tem uma explicação: é que quando a intensidade máxima é atingida, o metabolismo funciona durante o dia todo, mesmo quando se está em repouso. Mas para dar resultado, é preciso manter um ritmo bem intenso durante o treino.

Os exercícios misturam movimentos naturais do corpo, como agachar, pular, empurrar, girar e correr, trabalhando assim todos os grupos musculares do corpo.

Se você vive reclamando de falta de tempo, agora não tem mais desculpas. Selecionamos 3 VIDEOS com treinos completo para você fazer em casa, e em academias. São apenas 4 minutos:

VIDEOS:

JÁ IMAGINOU RECEBER SEUS TREINOS EM CASA TODO MÊS POR UM VALOR MUITO ACESSÍVEL?

SE DESEJA SABER MAIS, CLIQUE AQUI

Destaque

Treinamento funcional, uma alternativa para quem não gosta de ir à academia.

Treinamento funcional, uma alternativa para quem não gosta de ir à academia.

O cotidiano e hábitos das pessoas se remodelaram nos últimos anos. A academia já não é mais a primeira escolha da maioria dos jovens adultos que estão em busca de uma vida saudável e do corpo perfeito. E em tempos de internet, com o uso cada vez mais intenso das redes sociais, como Facebook e Instagram, popularizou-se muito a prática de exercícios físicos como o CrossFit e o Treinamento Funcional.

De maneira generalizada, treinamento funcional é qualquer exercício físico que melhora as funcionalidades do corpo no dia a dia. Refere-se basicamente a movimentos naturais do homem, que se pra praticados pode levar ao ganho de força, equilíbrio, flexibilidade, condicionamento, resistência e agilidade.

Com a grande procura por novas modalidades as academias criaram as aulas coletivas, intituladas de “Treinamento Funcional” ou apenas “Funcional”, que duram cerca de 30 a 50 minutos, e nas academias as aulas acontecem duas ou três vezes na semana, mas também existem as aulas nos parques, praças e até condomínios, sendo estas aulas particulares.

Neste tipo de treino os movimentos executados agregam todos os grupos musculares e não trabalha músculos isolados como na musculação. Essa é a diferença básica entre as duas modalidades, enquanto uma trabalha as funcionalidades do corpo de maneira geral, durante toda a atividade física, a outra trabalha as funcionalidades isoladamente.

A aula de funcional, seja nas academias, parques ou praças, é uma alternativa para quem não gosta de musculação. A opção de se praticar ao ar livre e de maneira coletiva é um diferencial para quem não curte o ambiente da academia ou não se anima ao fazer qualquer atividade física sozinho.

É importante citar que o treinamento funcional pode ser praticada por pessoas de variadas idades e com diferentes condicionamentos físicos. Os treinos podem ser adequados tanto para um sedentário quanto para um atleta avançado. Elásticos, cordas, bolas, cones, discos e hastes são alguns dos objetos utilizados durante as aulas, além de muita música e incentivo do professor.

O fato é que a busca por aulas coletivas e treinamentos funcionais tem aumentado cada vez mais devido a versatilidade que elas proporcionam ao praticante. As pessoas estão cansadas da rotina, de fazerem sempre a mesma coisa todos os dias, e as aulas coletivas oferecem uma flexibilidade maior que a musculação.

 

“veja este método de treinamento funcional para treinar em casa e receba seu treino a cada 4 semanas em seu e-mail. por apenas R$19,90 cobrado mensalmente sem precisar passar o valor todo de uma vez, apenas assinando o plano”.

 

 

A cada aula são novos exercícios, onde se trabalha o emagrecimento, a definição muscular, a prevenção de lesões, o equilíbrio, a perda percentual de gordura, ganho de massa muscular, etc. Também é vital destacar que treinamento funcional não significa treino aeróbico, como muitos acreditam, na verdade é um conjunto de exercícios que trabalha todo o corpo e nem sempre você vai sair da aula pingando suor, mas isso não significa que aula não foi proveitosa. O treinamento funcional é uma importante método para se criar consciência corporal, entender o seu corpo e a atividade que está praticando.

Como uma alternativa para quem odeia ir à academia, detesta musculação, não curte a prática de movimentos respetivos e lentos, ou simplesmente não tem animo para praticar nenhum exercício físico sozinho, a aula de funcional é uma excelente opção. Famosas como Claudia Leitte, Sabrina Sato, Ivete Sangalo e Flávia Alessandra já revelaram que o treinamento funcional três vezes por semana, aliado a uma dieta equilibrada, é o segredo de corpos tão saudáveis e esbeltos.

15 de dezembro de 2016,
Raniele Salomé dos Santos.

Destaque

Planos e valores de Treinos Funcionais em casa.

Contratar um personal trainer online é mais barato que o presencial. Você está pronto para esse tipo de programa? Veja vantagens e desvantagem

Você já pensou em ir à academia para cumprir um treino personalizado e ainda contar com um personal trainer para tirar qualquer dúvida, a qualquer hora, com apenas uma mensagem por e-mail? Essa é a ideia do personal trainer online, que ainda tem a vantagem de cobrar bem menos do que um profissional presencial.

Geralmente quem procura pelo novo tipo de serviço é um aluno que já frenquenta academia, conhece seu corpo e alguns exercícios e quer um treino mais personalizado, sem ter a necessidade de um professor ao lado o tempo todo.

Veja as vantagens e desvantagens de ter um personal pela internet e confira dicas para contratar esse serviço:

Como funciona? 

O Aluno adquire o seu plano e recebe seus treinos mensalmente, tanto treinos de MUSCULAÇÃO, quanto treinos FUNCIONAIS, assim que ele opta pela modalidade, e adquiri o o seu treino nós enviamos o acesso ao treino, e a cada 30 dias ele recebe seu próximo treino, tendo uma plataforma para conversarmos, tirarmos duvidas e ter contato com outros alunos que fazem parte do grupo que atendemos

Qualquer um pode fazer?

Como o aluno não terá um professor a seu lado, esse tipo de treino, de acordo com especialistas, é mais indicado para quem já tem consciência corporal e vivência com os exercícios

Se você é um novato nas atividades, esse tipo de treino à distância pode ser arriscado. “Um leigo vai ficar perdido, não vai saber qual o aparelho e nem a maneira correta de usá-lo. Quem já treina, sabe o que é um agachamento e como fazer isso, por exemplo.

Disciplina x flexibilidade de horários

Mesmo se você for um aluno experiente, se optar por um personal online, lembre-se que precisará de disciplina em dobro. “O aluno tem de ser disciplinado e montar a sua rotina de exercícios porque não tem o compromisso de encontrar o professor naquele horário na academia. Geralmente, monto uma planilha de treino de um mês e o aluno me paga adiantado. Isso é até uma forma de incentivo para que ele continue os exercícios, afinal, já pagou pelo treino”

Quanto custa ?

Os planos variam, mas estou com a seguinte promoção para Musculação!

  

Temos os planos para Treinamento Funcional 

ESCOLHA O MÉTODO QUE VOCÊ MAIS SE IDENTIFICA E INICIE SUAS ATIVIDADES FÍSICAS EM ACADEMIAS OU EM CASA E OBTENHA RESULTADOS FANTÁSTICOS!

 

Bons treinos!

Fernando Richard Personal Trainer

Destaque

15 dicas para você destruir nos Treinos de Musculação

Quer dicas para destruir nos treinos de musculação e ter aquele shape que você sempre sonhou? Hoje chegou o dia de conhecer 15 dicas para alcançar resultados incríveis – em todos os aspectos que envolvem o treinamento de musculação.

Dicas para Destruir nos Treinos de Musculação

#1- Seja humilde

Inicialmente é normal que você sinta um excesso de segurança em relação a algo que leu, um vídeo que viu ou dica que recebeu daquele seu amigo.

Mas acontece que dentro de uma academia todo mundo tem algo a ensinar. Não pense que você sabe tudo, pois isso fecha a sua visão e te impede de descobrir novas formas de evoluir ainda mais rápido. Por isso, esteja aberto ao novo.

Respeite a vez de quem está usando determinado aparelho, guarde todas as anilhas e barras no lugar certo, siga todas as regras da academia onde você treina. Pode acreditar, tudo isso irá te ajudar nessa jornada.

#2- Aprenda com quem sabe do que está falando

Não adianta apenas ouvir conselhos daquele seu amigo que já treinou algum dia e acha que sabe tudo – mesmo tendo um shape e teorias absurdas que digam o contrário. Já dizia o ditado: nem tudo o que reluz é ouro… Não se deixe enganar pelos maus conselhos.

Hoje em dia o que não falta é informação, apenas filtre o que realmente vai te ajudar a destruir nos treinos de musculação. Por isso, se aproxime dos melhores professores da sua academia, de quem já pratica musculação há muito tempo e apresenta resultados consistentes.

Existem grandes mestres dispostos a ensinar gente humilde e que quer evoluir. Então não hesite, pois eles te ajudarão a corrigir falhas na dieta, na suplementação, na execução de exercícios e etc.

#3- Sempre ouça uma segunda (ou terceira) opinião sobre determinado exercício ou dieta

Não é porque você já atingiu um bom nível de maturidade no treino de musculação que tudo o que você sabe é a verdade absoluta. Muito pelo contrário, muitos dos melhores atletas fisiculturistas e feras da musculação sempre estão de olho em pesquisas científicas, novas formas de treino, dieta e por aí vai.

Você não vai ser o único a fechar completamente a sua mente, não é mesmo?

Então, na dúvida se determinada dica é realmente boa, converse com outras pessoas a respeito, pois isso lhe trará boas dicas para os treinos de musculação.

#4- Confira se sua saúde está 100%

Sempre esteja de olho em como está o seu organismo. Tome cuidado com o terrível overtraining, pois ele pode minar os seus resultados e prejudicar seus treinos. Faça checkups periódicos para saber como anda a sua saúde.

No médio e longo prazo isso dará o impulso necessário para continuar a atingir os seus objetivos.

#5- Jamais substitua a alimentação por suplementação

A suplementação já é o que seu próprio nome diz: apenas um suplemento, um complemento alimentar. Ela jamais substitui as refeições. Muita gente cai no erro de pensar que pode “viver de suplementos”.

É sempre mais interessante adquirir tudo o que você precisa direto da fonte. Por exemplo, adquirir carboidratos e calorias de qualidade de massas como o macarrão integral, ao invés de fazer uso de um hipercalórico. Quando o seu corpo está ingerindo nutrientes de qualidade, você tem mais energia para destruir nos treinos de musculação.

#6- Corte da sua dieta alimentos de má qualidade

Quando você come as famosas besteiras existe um grande prazer imediato no seu paladar. Mas é só isso, os benefícios acabam por aí.

Nas próximas horas a sua digestão será ruim, sua energia e disposição serão menores, além de você estar com maus nutrientes no corpo e, portanto, estará “mau nutrido”. Isso reflete diretamente na hora dos treinos – na sua capacidade física e também nos resultados atingidos.

#7- Tenha sempre uma boa noite de sono

Essa dica é muito simples: simplesmente durma como um urso!

Brincadeiras à parte, existem pessoas que naturalmente dormem menos e outras mais. Você provavelmente já sabe a média que precisa dormir diariamente para se sentir descansado. Então, seja 8 horas por dia ou mais, descanse o necessário, porque ter uma boa noite de sono é fundamental para ter melhores resultados nos treinos de musculação.

veja também: comprar treinos de musculação na internet 

#8- Se preciso, suplemente com vitaminas e minerais

Se você quer ter resultados e não tem muito tempo, precisará de um empurrãozinho para ter mais eficiência nos treinos de musculação.

Apesar de ser vital manter uma boa alimentação e que seja rica em vitaminas e minerais, nem sempre é possível ingerir todos os nutrientes necessários. Isso toma tempo e, sabendo que a rotina cotidiana é muito corrida, investir em suplementação como forma de complemento é uma boa opção.

#9- Capriche na execução dos movimentos

Não adianta fazer determinados exercícios somente por obrigação e acabar com a execução deles. Isso não te trará resultados e ainda pode te gerar lesões musculares, articulares ou de tendões e ligamentos.

Então, se você realmente quer destruir nos treinos de musculação, leve isso muito a sério: faça a execução correta e perfeita dos movimentos de cada exercício.

#10- Desenvolva a amplitude máxima do movimento

Muita gente usa cargas gigantescas e move poucos centímetros, sem desenvolver a amplitude necessária para recrutar muitas fibras musculares. Esse é um erro comum.

Tenha em vista que quantidade de carga não necessariamente traz resultado. É preciso estimular a maior quantidade de fibras para que elas sejam danificadas e posteriormente reconstruídas. Por isso, sempre busque a amplitude máxima do movimento. Isso sim vai te fazer destruir nos treinos!

#11- Treine os membros inferiores pra valer

Do que adianta ter aquele peitoral incrível e possuir as famosas pernas de sabiá? Todo mundo vai te olhar com cara de espanto e ironia.

As pernas nos carregam e nos levam para onde quer que seja. Portanto, é preciso dar atenção aos membros inferiores e treinar para valer. Não tenha preguiça, simplesmente treine pesado e destrua!

#12- Invista em exercícios que aumentem os níveis de testosterona e GH

Maiores índices de testosterona aumentam a capacidade física e os resultados. Por isso, quem destrói nos treinos também faz esses exercícios.

Confira alguns deles:

  • Treine com alta intensidade (isso aumenta o GH);
  • Pratique exercícios compostos;
  • Agachamento livre;
  • Levantamento terra;
  • Levantamentos no geral;
  • Barra fixa.
  • E outros.

#13- Tenha disciplina – muita disciplina

Para destruir nos treinos de musculação existe uma palavra-chave que vale ouro.

Ela se chama “disciplina”! É o ingrediente que dá e mantém resultados consistentes. A preguiça, o cansaço e o comodismo muitas vezes são naturais. Cedo ou tarde, você irá se sentir indisposto ou buscará uma desculpa para terminar o exercício logo e não fazer direito.

Jamais caia nessa armadilha. Vá até o fim, com garra e muita, mas muita disciplina.

#14- Mude seu treino sempre que necessário

Sabe-se que o que obriga os músculos a se desenvolverem é um novo desafio, um novo estresse muscular. Ele faz com que lutemos e que nossas fibras musculares se adaptem para conseguir desenvolver aquele exercício com facilidade.

Assim que alcançamos essa evolução é natural que estagnemos. Por isso, é preciso mudar de treino sempre que necessário. Esteja atento a uma possível estagnação e, quando isso ocorrer, busque estimular seus músculos de outra forma.

#15- Na dúvida? Recorra a um profissional qualificado

Às vezes temos um bom mentor, um bom professor de educação física, bons fisiculturistas que nos dão conselhos, mas ainda pode estar faltando alguma coisa. Nesse caso, não hesite em procurar um profissional, seja qual for a área necessária.

Seja um nutricionista ou um médico. A opinião clínica é sempre bem-vinda e as maiores decisões que afetarão diretamente o seu desempenho nos treinos de musculação muitas vezes precisam de uma ajudinha especializada.

 

Escrito por:

http://www.dicasdetreino.com.br/dicas-para-treinos-de-musculacao/

Destaque

Treinos de Musculação Online

Usar planejamentos de 12 meses, de acordo com as necessidade e objetivos do nosso cliente é o grande diferencial da nossa metodologia de treino. Esse sistema de periodização do treinamento proporciona resultados mais eficientes e seguros com projeções reais sobre a perda de peso ou ganho de massa magra.

Então, antes de montar a planilha, o seu Personal Trainer vai montar o ciclo anual de treino com todas as capacidades físicas (Resistência, Força, Potência) que serão treinadas.

  

Planos:

Trimestral:

Adquirindo o planos trimestral, será enviado TRES TREINOS, um imediatamente  após aquisição e um a cada 4 semanas!

Semestral:

Adquirindo o planos trimestral, será enviado SEIS TREINOS, um imediatamente  após aquisição e um a cada 4 semanas!

Anual:

Adquirindo o planos trimestral, será enviado DOZE TREINOS, um imediatamente  após aquisição e um a cada 4 semanas!

 

Destaque

O que é Musculação? E-book gratuito

O mercado da suplementação vem crescendo rapidamente e ganhando cada vez mais espaço, lançando de tempos em tempos inúmeros produtos com objetivos específicos, seja para ganhar, perder, definir, suprir e contribuir para o ganho de massa magra mais rápido.

Com isso, corpos cada vez mais definidos e musculosos tem caído no gosto brasileiro, principalmente entre os mais jovens. Se antigamente os músculos eram quase que totalmente preferência masculina, hoje a busca pela tonificação muscular motivadas pela tendência fitness nas redes sociais também atinge as mulheres.

O Que é Musculação?

A musculação é uma modalidade de treinamento físico realizado contra resistência de pesos externos, chamada também de treino resistido, que tem como objetivo o aumento hipertrofia muscular, ganho de força e potência. É uma atividade de duração instantânea e elevada intensidade.

Não é uma modalidade esportiva, mas contribui para a preparação de múltiplos atletas de diversas modalidades, além de ser o alicerce do treinamento de culturismo e também de algumas modalidades olímpicas como o levantamento de peso.

A musculação é a principal atividade nas academias para preparação física, contribui além do crescimento muscular com a diminuição da gordura corpórea e o incremento da massa óssea. Sua prática constante leva a transformação harmoniosa da constituição física humana.

Como Funcionam os Músculos do Corpo Humano

Estrutura Musculoesquelética

O conjunto de músculos do corpo humano constitui o sistema muscular. São cerca de 600 músculos que juntos representam de 40 a 50% do peso corporal. Sua função é de contrair, relaxar e gerar movimentos que nos possibilita andar, sentar, pular, correr, escrever, além de favorecer a circulação sanguínea no organismo, urinar, impelir o alimento ao longo do tubo digestivo, sorrir, respirar, piscar, enfim são incontáveis movimentos.

Toda nossa locomoção depende da ação conjunta dos ossos, articulações e músculos perante a regulação do sistema nervoso. Os músculos são classificados em voluntários, aqueles que se contraem de acordo com a vontade humana e os involuntários que são controlados pelo sistema nervoso vegetativo e não por controle voluntário. Esses são: o aparelho respiratório, as paredes das vísceras e o aparelho circulatório, são chamados músculos lisos (com exceção dos músculos cardíacos que são estriados).

Fazem parte dos músculos voluntários os chamados músculos esqueléticos, formados por estrias e mais conhecidos como músculos estriados. Os músculos esqueléticos são formados por fibras organizadas no mesmo agrupamento muscular e podem chegar a mais de 1 milhão de fibras musculares em cada agrupamento.

Essas fibras não são visíveis a olho nu. Cada uma delas é fixada ao osso através dos tendões com um nervo motor, formando uma unidade motora. Quando a unidade motora é estimulada por um impulso nervoso do cérebro ou da medula espinhal, ocorre a contração muscular.

São 3 tipos de fibras musculares:

  • Tipo I – fibra lenta: são vermelhos de contração lenta e resistente à fadiga, são músculos posturais (costas e pescoço), possui suprimento de sangue e conduz o oxigênio para o tecido muscular. Os maratonistas possuem mais fibras do tipo I;
  • Tipo II – fibra rápida I: são brancas de contração rápida fatigável, atua ligeiramente, tem poucos vasos sanguíneos e muitas células que são altamente hidratadas. Este tipo de fibras são encontradas em grande quantidade nos atletas velocistas dos 100 metros;
  • Tipo II – fibra rápida II: são vermelhas de contração rápida resistente à fadiga, equivalente à anterior. São ativadas quando a intensidade do exercício aumenta;
  • Tipo III – é uma fibra rara de 1 a 3% do músculo. Provavelmente participa da reinervação do músculo.

A herança genética e o treinamento distinto determinará se o indivíduo possuirá fibras tipo I ou II. Ou seja, os esportistas de modalidades de intensidade leve, moderada e longa duração geralmente possuem maior quantidade de fibras tipo I.

E os atletas que apresentam predominância de fibra tipo II são os esportistas que praticam modalidades de alta intensidade e curta duração. No entanto, sempre existirão todos os tipos de fibras em um mesmo agrupamento muscular de qualquer indivíduo, variando apenas a proporção de cada tipo.

Os músculos são classificados de acordo com a quantidade de extremidades operadas:

  • Bíceps (duas extremidades);
  • Tríceps (três extremidades);
  • Quadríceps (quatro extremidades);

Os músculos podem ser classificados também de acordo com sua localização:

  • Músculos Superficiais: são rudimentares e escassos, localiza-se abaixo da pele. São introduzidos por uma ou duas extremidades na camada profunda da pele, a maioria fica na cabeça, face, pescoço e mãos;
  • Músculos Profundos: integra os olhos, laringe e língua;

Os músculos são agrupados em:

  • Músculos da cabeça e do pescoço;
  • Músculos do tórax e do abdômen;
  • Músculos dos membros superiores;
  • Músculos dos membros inferiores.

Os principais músculos do corpo são:

  • Trapézio;
  • Grande Dorsal;
  • Glúteo Máximo;
  • Ísquiotibiais;
  • Tríceps Sural;
  • Tríceps Braquial;
  • Deltóide;
  • Peitoral;
  • Bíceps;
  • Braquioradial;
  • Reto Abdominal;
  • Oblíquo Externo e Oblíquo Interno;
  • Sartório;
  • Íliopsoas;
  • Adutores;
  • Reto Femoral;
  • Vasto Lateral;
  • Vasto Medial e Intermédio;
  • Tibial Anterior;

Os músculos podem ser classificados quanto ao movimento muscular:

  • Agonistas: motores primários;
  • Antagonistas: oponentes;
  • Sinergistas: auxiliares;

Os músculos podem ser classificados quanto ao tipo de contração:

  • Concêntrica: quando há encurtamento do músculo durante a contração;
  • Isométrica: quando o músculo contrai, porém, não há aproximação da origem e inserção do músculo;
  • Excêntrica: quando existe o afastamento entre origem e inserção muscular ;

Quando o músculo não é capaz de suportar um grau de força muito alto ocorre à fadiga muscular. Outra coisa que pode causar a fadiga dos músculos é o excesso de cálcio, prejudicando as fibras musculares. A fadiga é um cansaço e geralmente é gerado por esforços repetitivos de exercícios que exige mais do que se pode aguentar, por isso nesses casos cabe a suplementação e descanso.

A hipertrofia muscular pode ser de 2 tipos:

  • Transitória: aumento do volume do músculo que ocorre durante uma atividade física, esse aumento de volume ocorre por causa do acúmulo de líquido intracelular.
  • Crônica: aumento do tamanho do músculo como resultado da prática sistemática do treinamento de força, quando existem modificações estruturais reais nos músculo.

Benefícios da Musculação Para o Corpo Humano

fitness-mulher-com-halteres

São profusos os benefícios da musculação para o corpo e cada vez mais as pessoas estão antenadas às vantagens que essa atividade pode proporcionar como:

  • A realização rotineira de musculação tonifica os músculos, proprocionamento maior força, resistência muscular localizada e potência;
  • Musculação contribui para o aceleramento do metabolismo e consequentemente maior gasto calórico;
  • Gera incrementos da massa óssea, auxiliando na prevenção de algumas doenças como a osteoporose;
  • Aumenta a força;
  • Contribui para a saúde coronariana, pois a musculação treina o coração para esforços intensos, com isso a frequência cardíaca e a pressão arterial sobem parcialmente quando a pessoa é exposta algum estímulo;
  • Melhora a parte estética, dessarte à autoestima;
  • Fortalece a região da coluna vertebral, a flexibilidade e diminui dores locais;
  • Assim como muitos exercícios físicos, a musculação melhora o sistema imunológico;
  • Contribui positivamente para a coordenação motora e o equilíbrio;
  • Melhora a concentração e o aprendizado;

Como podemos ver existem inúmeros motivos para a execução continua da musculação além de definição muscular.

Melhores Exercícios Para Ganhar Massa Muscular

Existem vários exercícios para ganhar massa muscular, porém existem aqueles que são à base de toda a musculação. Alguns são bem pesados e exigem muito do praticante, por isso, muitos adeptos da musculação evitam ou não fazem esses exercícios.

Agachamento Livre:

É um exercício para membros inferiores, porém quando você usa a barra com carga (anilhas), acaba trabalhando o corpo todo. Serão muitos músculos recrutados para executar o exercício. Por exigir muito esforço o corpo é obrigado a liberar mais hormônios anabólicos. O agachamento livre também trabalha o core e o abdômen como um todo;

Levantamento Terra:

É um exercício potente e dos melhores para hipertrofia por ser bastante global e com grande amplitude articula. Este exercício trabalha a intensamente as musculaturas de membro inferiores e extensores da coluna. Além disso, existe um bom recrutamento da maioria dos músculos do core, necessários para estabilização lombar. Esse tipo de exercício trabalha muitos músculos ao mesmo tempo, e com isso. gera mais estímulo e força;

Supino Reto:

Trabalha toda a região do peitoral, tríceps e ombros. Quando utilizado volumes e cargas adequadas podemos gerar a hipertrofia do tríceps e dos deltoides com crescimento muscular equilibrado. É o exercício mais completo para o peitoral;

Remanda Curvada:

É o movimento com maior potencial para gerar massa muscular nas costas por sem bastante complexo e envolver grande volume muscular;

Desenvolvimento com barra ou halteres:

É uma ótima opção para um recrutamento efetivo dos músculos do ombro, além de contribuir para preparar o aluno para maiores carga de força no supino. É trabalhado nos treinos de peito, tríceps e deltoides.

Paralelas:

Esse exercício é realizado sustentando o peso do próprio corpo, e é considerado uma escolha bastante completa para trabalhar os extensores do cotovelo. Além do tríceps, existe uma contribuição importante do peitoral;

Conclusão

Músculos

Supomos que você tem um sonho, alguns objetivos na vida e alguns desejos. Isso é essencial para cada um de nós termos uma vida saudável e prazerosa. Agora imagine que para você atingir esses pontos relacionados acima você dependa exclusivamente de outras pessoas. Puxa como isso se torna complicado, não é mesmo?

Porém, caso você queira ter um corpo hipertrofiado, esculpido, definido e em boa forma, tenho uma ótima notícia pra te dar. Esse desejo ou objetivo não depende de outras pessoas, somente e unicamente de você. Que maravilha! Isso já é um grande passo rumo ao seu propósito.

Tudo que você tem que fazer é ter persistência e disciplina. As ferramentas você já possui que é a informação, agora é só se matricular numa academia, buscar orientação com um nutricionista e começar a malhar. Lembre-se nada é da noite para o dia, tudo leva tempo e trabalho. Você quer ter músculos avantajados, definidos, tonificados? Treine, treine e treine e lembre-se do tripé: exercícios, alimentação e descanso.  Isso só depende de você!

  

Referências
MATTHEWS, Michael. Malhar, secar, definir: a ciência da musculação, Ed Lafonte, 2013.
VILARTA, Roberto et al.  Alimentação saudável, atividade física e qualidade de vida, Campinas, IPES editorial, 2007, p.78 – 79.
Destaque

Musculação: porque treinar menos traz mais resultados?

Musculação:  um treino menor pode produzir mais resultados? É isso mesmo. Existe um movimento muito interessante acontecendo nas salas de musculação.

Hoje se treina menos para se ter mais ganhos, cientificamente está muito bem comprovado que menos é igual a mais.

Ficou interessado? Então veja neste post como isso funciona na musculação.

Musculação: academia tradicional privilegia treinos longos

Nos treinos de musculação tradicionais no Brasil é muito comum ver pessoas treinando horas a fio!

Treinos com séries puxadas e longas, com alta sobrecarga articular, exercitando todos os músculos praticamente todos os dias.

E por que? Justamente porque as pessoas querem um resultado rápido e acham que isso traz bons resultados.

Acreditam que quanto mais pesado e longo for o treinamento funcional   ou quanto mais maluca for a dieta, mais rápido estarão magros e com a barriga tanquinho tão desejada pela maioria dos mortais.

É claro que na academia sempre buscamos bons resultados nos mais diferentes objetivos. Mas as pesquisas revelam que esse conceito de treinamento muscular longo e muito pesado pode favorecer a ocorrência de lesões articulares e musculares.

Mais resultados, mais praticantes!

musculação evoluiu muito e a ciência comprova que, na verdade, treinar menos traz mais resultados.

Esse nova forma de treinar tem trazido de volta para as academias pessoas que tinham investido nesta metodologia antiga e acabaram ficando frustradas. Muitas não atingiam os resultados esperados e abandonavam os treinos diante das primeiras dificuldades.

A partir desta evolução da musculação, muitas pessoas têm voltado para as salas com uma vontade maior de chegar aos seus resultados. A maioria delas tem atingido seu objetivo.

Novos treinos de musculação  respeitam janela fisiológica

E como isso funciona?

Os novos treinos de musculação têm respeitado a janela fisiológica na qual o corpo humano tem um limite aproximado de 45 minutos a 1 hora para responder bem às atividades propostas e orientadas.

É neste descanso, que o organismo recupera a energia, regenera a musculatura, repõe o glicogênio e aumenta a síntese proteica.

Muitos treinadores profissionais chegam a descansar um grupo muscular por até 7 dias. Entretanto, para a maioria das pessoas que não treina profissionalmente, o descanso deve ser de 48 horas.

BAIXE GRÁTIS NOSSO E-BOOK DE MUSCULAÇÃO

TREINOS E PLANOS:

  

Destaque

Treino funcional de 5 minutos para perder 5kg

Essa sequência vai acabar antes mesmo da segunda música no seu iPod!

 

A regra do menos é mais também vale no mundo fitness. “Há algumas décadas, tínhamos a visão de que para emagrecer era preciso fazer aeróbico durante um longo período. Hoje,  sabemos que exercícios vigorosos rápidos podem ser mais eficientes”, afirma Jomar Souza, diretor da Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte (SBMEE). Não acredita? O pesquisador japonês Izumi Tabata comprovou, no final dos anos 1990, que as enzimas de queima de gordura são ativadas após quatro minutos de ginástica.

Se você for até a sua intensidade máxima, o metabolismo seguirá acelerado durante todo o dia, mesmo em repouso. “Para isso, o ritmo deve ser bem forte. Você tem que ficar tão ofegante a ponto de não conseguir falar uma palavra sequer”, diz o educador físico Vinícius Possebon, de Caxias do Sul (RS), criador do programa Queima de 48 horas.

Veja também: O que acontece quando você caminha 30 minutos por dia

E, quanto mais grupos musculares forem recrutados, por mais tempo o corpo vai trabalhar para repor o gasto. “Após o HIIT, o metabolismo otimiza o uso de gordura como fonte de energia. É um modo inteligente de preservar a proteína dos músculos e o carboidrato estocado”, diz Souza. Ou seja, o segredo não está nas calorias gastas durante a atividade física, mas no combustível usado no dia a dia.

A cada semana, mude para o próximo circuito, que deve ser feito cinco vezes por semana (as iniciantes executam apenas três vezes). Para otimizar os resultados e só se você tiver preparo físico para isso, repita a sequência três vezes ao dia. Cada circuito tem de dois ou três exercícios de alta intensidade e um movimento de repouso ativo (R.A.) – é para pegar mais leve nesse último. Realize a sequência cinco vezes para completar cinco minutos.

1ª SEMANA

1. Prancha com toque no ombro

exercício funcional

(Du Borsatto/BOA FORMA)

Fique em posição de flexão, com os braços estendidos e afastados na largura dos ombros

(a). Toque o ombro esquerdo com a mão direita, sem mover o quadril

(b). Retorne à posição inicial e faça o mesmo com o outro lado.

Repita por 25 segundos.

2. Salto com flexão de joelhos

exercício funcional

(Du Borsatto/BOA FORMA)

(a). Fique em pé e afaste as pernas na largura dos ombros

(b). Salte e erga os joelhos em direção ao peito, tocando os com as mãos

Repita por 25 segundos.

3. (R.A.) Corrida no local

exercício funcional

(Du Borsatto/BOA FORMA)

Faça o movimento de trote no lugar por 10 segundos, sem erguer muito os joelhos.

2ª SEMANA

1. Burpee

exercício funcional

(Du Borsatto/BOA FORMA)

Fique na posição inicial de flexão, com os braços flexionados ao lado do corpo e o peito apoiado no chão

(a). De uma vez, traga os pés para próximo das mãos

(b). Suba e salte em seguida

(c). Retorne à posição inicial.

Repita por 20 segundos.

2. Prancha com deslocamento de quadril

exercício funcional

(Du Borsatto/BOA FORMA)

Fique na posição de flexão, com os braços estendidos e os pés próximos

(a). Com um salto, desloque os pés para o lado direito, até ultrapassar a linha do corpo

(b). De uma vez, faça o mesmo movimento para a esquerda.

Repita por 20 segundos.

3. (R.A.) Corrida no local com elevação de joelhos

exercício funcional

(Du Borsatto/BOA FORMA)

Corra no lugar por 20 segundos, erguendo o joelho a 90°.

3ª SEMANA

1. Agachamento com salto

Exercício funcional

(Du Borsatto/BOA FORMA)

Afaste as pernas na largura dos ombros e coloque as mãos na nuca. Agache o máximo que puder, encaixando o quadril para trás. Não deixe os joelhos irem para a frente

(a). De uma vez, salte

(b). Repita por 15 segundos, sem parar o movimento.

2. Meio burpee

Exercício funcional

(Du Borsatto/BOA FORMA)

 

Fique na posição de flexão, com os braços estendidos

(a). Traga os pés para próximo das mãos, afastando as pernas em uma largura um pouco maior que a dos ombros

(b). Toque o pé direito com a mão direita e faça o mesmo para o outro lado (c). Salte e retorne à posição inicial. Repita por 15 segundos.

3. Afundo pliométrico

Exercício funcional

(Du Borsatto/BOA FORMA)

 

Sem sair do lugar, faça um afundo com a perna direita à frente. Os joelhos devem formar ângulos de 90°

(a). Salte e troque as pernas no ar

(b), descendo novamente em um afundo.

Repita por 15 segundos.

4. (R.A.) Abdominal canoa

Exercício funcional

(Du Borsatto/BOA FORMA)

 

Deite-se de bruços, erga os braços atrás da cabeça e eleve as pernas a 45° (a). Suba o tronco, como se fosse tocar os pés com as mãos (b). Tente não mover as pernas. Repita por 15 segundos.

4ª SEMANA

1. Burpee cruzado

Exercício funcional

(Du Borsatto/BOA FORMA)

Fique na posição de flexão com os braços estendidos. Encoste a mão direita no pé esquerdo, flexionando o joelho

(a). Faça o mesmo para o outro lado e siga a sequência do burpee

(b). até o salto

(c). Repita por 25 segundos.

2. Afundo e agachamento pliométricos

Exercício funcional

(Du Borsatto/BOA FORMA)

 

Faça um afundo com a perna direita

(a). Salte e troque as pernas

(b), caindo com a esquerda à frente. Repita o pulo e agache

(c). Salte e caia na posição do primeiro afundo.

Repita por 25 segundos.

3. (R.A.) Siri cruzado

Exercício funcional

Sente-se e apoie as mãos e os pés no chão. Erga levemente o bumbum

(a). Toque o pé esquerdo com a mão direita, apenas levantando a perna. Concentre a força no tronco para alcançar o pé.

(b). Faça o mesmo para o outro lado. Repita por 10 segundos.

Fonte: Boa Forma

Destaque

Treinos para Emagrecimento

A base do treino para emagrecer! 

Para perder peso você tem que estar em déficit calórico, ou seja, gastar mais do que consome. Parece bobagem, mas muitas pessoas acreditam que apenas se exercitando irão emagrecer. Nosso corpo queima um certo número de calorias para manter-se em pleno funcionamento, esta queima se chama metabolismo basal. Pessoas com um metabolismo basal elevado tem maiores facilidades em emagrecer.

A atividade física interfere neste metabolismo, mas este processo leva um certo tempo. Além disso, nós naturalmente queimamos um certo número de calorias em nossas atividades diárias. Quanto mais você queimar calorias em suas atividades diárias, mais fácil o emagrecimento será. Pequenas ações como subir de escada ao invés de usar o elevador, ir caminhando para locais próximos, entre outros ajudam neste cálculo calórico.

Mas nenhum destes será tão eficiente quanto uma atividade física bem executada. Neste contexto, você terá que buscar uma atividade física que lhe proporcione prazer, pois você terá que executá-la pelo menos 3 vezes na semana para ter melhores resultados, e que proporcione melhores perdas calóricas.

Caso você já se exercite, sabe das dificuldades em manter a regularidade, mas sabe também que essa é a única maneira de se conseguir uma perda de peso sem o efeito sanfona.

As atividades têm gastos calóricos diferentes e cada vez mais se tem a certeza que o que vale para cada exercício é o seu gasto calórico total e não apenas durante a execução. Com isso, exercícios com maior intensidade tem ganhado cada vez mais adeptos, graças ao seu elevado gasto calórico no pós exercício. Assim, ganharam muita força na questão do emagrecimento nos últimos tempos a musculação, o Crossfit, os exercícios intervalados e o treinamento funcional.

Isso não quer dizer, de maneira alguma que os exercícios aeróbicos, como caminhada ou bicicleta não são eficientes. Na verdade o que foi descoberto é que os outros também são, e que a combinação de ambos produz excelentes resultados.

Dentre todas estas opções, escolher a que mais te deixará satisfeito é o primeiro desafio, que sem sombra de dúvidas é um dos mais complexos. Fora isso, a regularidade é outro fator importante.

O mínimo que se espera em termos de frequência em um bom treino para emagrecer é de 3 a 4 vezes por semana. Em alguns casos, chegamos a usar 7 treinos por semana (mas na maioria dos casos não é o recomendado).

Além disso, o treino para emagrecer tem uma estrutura específica. Ele precisa ser focado nas individualidades de cada pessoa e principalmente, precisa de uma metodologia adequada. Veja agora 4 formas de potencializar seu treino para emagrecer!

4 dicas para melhorar seu treino para emagrecer

1. Alterne musculação e HIIT

Um dos pontos fundamentais para um bom treino para emagrecer é a alternância de estímulos, de preferencia com uma elevada intensidade. Na pratica isso significa que você precisa de atividades com elevado gasto calórico pós atividade (EPOC) e que tenham relação direta com o aumento considerável do metabolismo basal. Neste sentido, uma das formas mais interessantes para conseguir tal efeito é alternar a musculação com o HIIT.

Isso porque a musculação provoca um aumento da massa muscular, o que interfere diretamente na melhora da atividade basal, pelo fato que músculos são tecidos ativos e gastam muito mais energia. Além disso, com a musculação temos uma melhora no gasto dos lipídios como fonte energética.

Se somarmos isso ao HIIT, teremos um resultado ainda maior. No geral, indica-se autilização do HIIT após a musculação, para que não haja perda de qualidade nos movimentos por fadiga. Mas isso depende muito de cada caso!

2. Prefira movimentos com mais massa muscular envolvida

Imagine o seguinte cenário. Quanto mais músculos envolvidos, maior a atividade energética, não é? Desta maneira, os movimentos que chamamos de multiarticulares, aqueles que são feitos com a participação de mais de uma articulação, são considerados os melhores para o treino para emagrecer.

Mas é logico que isso precisa ser bem adaptado. De anda adianta ter exercícios multiarticulares em seu treino, se a qualidade da execução for ruim. Tomemos como exemplo o agachamento. Sem a amplitude adequada, carga, cadencia e tudo mais, ele não será efetivo e com o tempo até pode se tornar lesivo.

Portanto, é lógico que você precisa de movimentos multiarticulares em seu treino, mas isso, de forma alguma, significa que eles precisem ser feitos de qualquer forma.

Adaptar seu treino a sua individualidade é o primeiro ponto de qualquer treino para emagrecer!

3. Dê preferência para os estímulos metabólicos

Já mencionei sobre a utilização dos diferentes tipos de estímulos neste artigo (Estímulos tensionais e metabólicos, entenda as diferenças). É importante ressaltar que esta divisão de estímulos tensionais e metabólicos é mais didática, pois todo estímulo tem tensão muscular e componentes metabólicos. Porém, algumas características fazem com que o treino para emagrecer tenha características mais metabólicas. Ou seja, usaremos mais fatores ligados as vias energéticas.

Para isso, usamos mais repetições, menos carga, intervalos mais curtos e exercícios compostos. Métodos como o Drop-set, tri-set, bi-set e outros que envolvem um número maior de repetições, podem ser muito efetivos para o emagrecimento. Por isso, usamos como preferência para estes casos, os treinos com mais componentes metabólicos.

Mas isso tudo depende de uma periodização bem montada, pois precisamos de mais fatores envolvidos e também de um fortalecimento adequado, para evitar lesões.

4. Tenha paciência

Este é talvez o ponto mais complicado. O treino para emagrecer pode ser potencializado, mas jamais poderemos ter resultados saudáveis e mais rápidos do que o normal. O emagrecimento também é um processo adaptativo e precisa de um tempo hábil para ocorrer. Tentar acelerar demais isso fará com que tenhamos mais prejuízos do que benefícios.

Diversos estudos nos mostram que perdas de peso de ordem de mais de 4 a 5 quilos por mês, na grande maioria dos casos, acabam não sendo tão saudáveis.

Além disso, você provavelmente não engordou em poucas semanas. Precisa ter paciência e saber que mudança de composição corporal é um processo em longo prazo.

Com isso, os resultados serão muito mais duradouros e saudáveis. Nada substitui um bom treino para emagrecer e uma dieta equilibrada. Tudo o que te proporem que não tenha estes dois fatores como base, provavelmente não funciona ou não é saudável.

Enfim, estes são alguns dos pontos mais importantes para o treino para emagrecer. Lembrando que sua individualidade sempre deve ser respeitada e a dieta é fundamental, em alguns pontos até mais importante que o treino. Sem ela, você não terá bons resultados! Bons treinos!

Destaque

Como é o treino na escada de agilidade

Agilidade e coordenação, duas aptidões indispensáveis para quem corre e que estão totalmente ligadas a passadas eficazes. Corredores mais velozes ou que se dedicam às distâncias maiores, como maratonas, têm nessas habilidades pontos-chaves para manter uma boa técnica de corrida. E focar em um treino na escada de agilidade faz total diferença para o ganho de rendimento na corrida.

Apostar nesse exercício também faz você economizar energia e melhorar a biomecânica do movimento. Logo, eles contribuem para você voar baixo. Ela ainda melhora a aceleração e a velocidade lateral, ao mesmo tempo em que aprimora o controle, o balanço e o equilíbrio corporal.

O objetivo do treino é simples: com velocidade e passadas rápidas, você deve passar pelos vãos do acessório para aprender o movimento certo da corrida. Veja dicas de como usar a escada de agilidade:

BAIXE O E-BOOK COM VIDEOS DE TREINO DE AGILIDADE E PROPRIOCEPÇÃO!

Os dois pés começam fora da escada. Depois, avance pelos vãos, colocando um pé de cada vez em cada quadrado.

  1. Dois pés por vez

Esse exercício é parecido com o anterior, mas dessa vez os dois pés pisarão juntos no quadrado.

  1. Pé na lateral

De lado para o acessório, o pé esquerdo começa fora da escada e o direito, dentro. Traga para dentro da escada o pé que ficou para fora e, em seguida, mova o pé esquerdo para o quadrado seguinte. Procure posicionar os pés o mais longe possível um do outro, assim você terá mais espaço para realizar os movimentos seguintes. Repita o movimento até terminar todos os degraus.

  1. Dois pés na lateral

Fique de lado para a escada de agilidade, com os pés fora dos quadrados. Em seguida, coloque o pé direito no primeiro quadrado (o mais afastado possível, para deixar espaço para o pé esquerdo) e, depois, o pé esquerdo. Repita o movimento até terminar a escada.

ADQUIRA O CURSO DE TREINAMENTO FUNCIONAL COMPLETO

(Fonte: Rodrigo Fernandes, preparador físico da Proaction Sports, empresa de acessórios esportivos)

Destaque

Treino Monstro de Peito – FIKAGRANDEPORRA

O Programa de treinamento completo está disponível para qualquer pessoa que deseja se tornar um ícone no meio fitness!

Programe-se antes de ir treinar

 

Você é daqueles que vai para a academia por osmose? Chega lá, olha os aparelhos mais livres, vê o que está com vontade de fazer e aí sai fazendo os exercícios? Isso sem contar quando encontra os amigos e para tudo para conversar. Aí quando percebe já deu a hora de ir embora.. Parabéns, está tudo errado! rs


Programar o treino, a sua ida a academia é parte do processo para ter resultados de sucesso!
Assim como tudo na vida, você deve se preparar e ter em mente um cronograma sólido do que você irá fazer. Quais músculos serão trabalhados em cada dia da semana?

Ir para a academia sem um plano concreto não irá te levar a lugar algum, a não ser que o seu plano seja desfilar com o seu tênis novo, ostentar o seu relógio multi funcional e atrair paqueras….. Nesse caso, você não precisa de plano, você precisa tomar vergonha na cara!! Rs Principalmente se estiver com expectativa de um corpo legal..
Sai da frente que hoje é sábado e é dia de treino de costas!
Quem vai?

Adquira seu treino de musculação!

  

Destaque

Treinos de musculação de resultado

Passo a passo para aumentar o desempenho na musculação

Quem pratica musculação sabe que depois de um tempo malhando parece que o treino não faz mais efeito. É como se você treinasse somente para manter o que já conquistou. Não importa quanto você mude o treino, parece que os seus músculos já estão “acostumados” com os exercícios e você não ganha mais massa magra, nem tampouco perde gordura.

Se você se identificou com a descrição acima, não se preocupe. Você não está sozinho. E não, não acabaram as esperanças. Dá sim para aumentar o desempenho na musculação e atingir novas metas.

Para começar, você já prestou atenção no que anda comendo? Pode ser que você esteja sabotando seus treinos sem perceber. Uma cervejinha aqui, um pedacinho de pizza aqui e no fim do mês o seu treino foi todo por água abaixo, ou, pode ser que você até siga uma dieta específica, que foi sugerida por um nutricionista, mas você esqueceu de retornar ao médico para ajudar a alimentação. Afinal, assim como nossos músculos ” se habituam” a certos tipos de exercícios e precisam de novos estímulos, o mesmo acontece com a alimentação. Você precisa mudar sempre a dieta para que ela dê resultado.

Turbinando o treino

Com alimentação certinha e sempre em movimento, sim porque a sua dieta deve ser mudada constantemente, é hora de mexer no treino da academia.

Aqui também a palavra-chave é mudança. Mude sempre, até para não cair na monotonia. Existe um princípio do treinamento físico chamado princípio da adaptação , o seu conceito diz que em poucas semanas seu corpo se adapta aos estímulos que estão sendo oferecidos pelo treinamento e se você não receber novos estímulos cada vez mais desafiadores seu físico vai estabilizar e parar de se desenvolver.

 

O ideal é receber novos desafios a cada duas ou quatro semanas, como por exemplo, aumentar o número de séries, repetições, modificar intervalos, velocidades dos movimentos ou até mesmo os tipos de exercícios. O professor também pode optar por exemplo, por outros sistemas de treinamento como  bi-set, tri-sets, drop sets, pirâmides, onda, entre outros.

Isso vai depender dos seus objetivos, de suas características individuais e da velocidade do seu desenvolvimento com os treinos propostos. Por isso é fundamental ter um personal trainer cuidando do planejamento dos seus treinos para aplicar os estímulos corretos e no momento certo.

Respire. Uma respiração adequada, além de melhorar seu rendimento e trazer maiores resultados estéticos e posturais, vai assegurar que você tenha uma prática saudável e sem riscos. Por outro lado, um mau controle da respiração pode sobrecarregar o coração no trabalho de bombear sangue para o corpo.

Um dos erros mais comuns de quem treina é “prender” a respiração na hora de executar o exercício, o que pode elevar a pressão arterial e sobrecarregar o coração.

A dica é soltar o ar na contração muscular e inspirar lentamente no retorno à posição inicial, sem prender o ar em nenhum momento. Na execução ideal, o movimento do exercício deve ter a mesma velocidade que a respiração.

ESTA DISPONÍVEL OS PLANOS DE MUSCULAÇÃO

  

Destaque

10 Melhores Exercícios Para Emagrecer Rápido

Para quem deseja e/ou precisa perder peso rápido, promover o gasto calórico é uma tática que não pode ficar de fora do dia a dia. Para isso, vale trocar o elevador pela escada, fazer o trajeto de casa até o trabalho a pé em vez de usar o carro e correr com as crianças e o bichinho de estimação no lugar de somente assisti-los brincando.

Entretanto, para elevar ainda mais o número de calorias eliminadas é fundamental seguir também um bom programa de treinamentos, compostos por exercícios para emagrecer rápido. E é exatamente sobre ele que nós falaremos no artigo de hoje, em que traremos uma lista com atividades que podem te ajudar a se livrar logo dos quilinhos em excesso.

Mas, antes…

Antes de conhecer os exercícios para emagrecer rápido que a gente selecionou para você, precisamos te lembrar que de nada adiantará passar a semana malhando, se depois daquela sessão em que você perdeu 1000 calorias, você corre para comer um pedaço de bolo de chocolate ou uma coxinha cheia de catupiry.

Ou seja, para mandar os quilos a mais embora de uma vez é fundamental consertar a alimentação e seguir uma dieta saudável e controlada, com a quantidade de calorias e nutrientes que o seu corpo precisa para funcionar direitinho, sem extrapolar nas guloseimas e besteiras.

Bem, agora que você já tem isso em mente, vamos conhecer logo quais são esses exercícios para emagrecer rápido:

1 – Exercícios de alta intensidade HIIT

Corrida intensa

Dá para melhorar os benefícios dos exercícios aeróbicos em relação à eliminação de calorias, integrando-os a um Treino Intervalado de Alta Intensidade (HIIT). Neste tipo de treinamento, o que acontece é a alternância entre atividades realizadas em uma intensidade alta, como o próprio nome já indica, e períodos de descanso.

De acordo com o Colegiado Americano de Medicina Esportiva, treinos como este aceleram o metabolismo por até 24 horas após a finalização do treinamento, o que torna o processo de queima de calorias mais eficiente.

E o melhor é de para escolher entre diversos exercícios em um treino HIIT: corrida, natação, andar de bicicleta, esteira ou bicicleta ergométrica. Então agora você já sabe, dentre os exercícios para emagrecer rápido que você irá praticas vale apena incluir o conceito de treino HIIT.

2 – Treino de fortalecimento muscular

treino-fortalecimento-muscular

Abdominais, flexões, avanços, remadas, roscas, mergulhos e agachamentos são alguns dos exercícios que podem aparecer em um treino de fortalecimento. Eles ajudam no ganho de massa muscular e isso é importante para quem deseja emagrecer porque quanto maior for a quantidade de músculos no corpo de uma pessoa, mais calorias ele será capaz de queimar ao longo do seu dia, mesma quando não estiver malhando.

3 – Pular Corda

Pular corda funcional

Parece que esquecemos que pular corda é uma atividade física. Sempre associada com brincadeira de criança ou a lutadores de boxe, pular corda é um exercício fantastico para queimar calorias e trabalhar vários músculos no corpo. Em uma hora pulando corda você pode queimar até 800 calorias. E se quiser,

ainda pode fazer variações HIIT no seu treino de pular corda. É vantajoso também para melhorar a coordenação motora e agilidade.

4 – Treino com kettlebell

Kettlebell

Uma bola de ferro acoplada a uma alça. Isso é o kettlebell, um equipamento que exige que o corpo trabalhe a estabilidade, por não ter o peso distribuído igualmente com em um haltere normal. Além disso, um treino de 20 minutos com kettlebell elimina até 400 calorias, melhora o equilíbrio, a postura e trabalha os principais grupos musculares do corpo.

5 – Natação

Natação

Uma sessão vigorosa de natação gasta de 400 a 700 calorias por hora, ao mesmo tempo em que tonifica, fortalece e condiciona o corpo. A vantagem do exercício é que ele é de baixo impacto e pode ser feito por pessoas com artrite, obesidade, doenças musculoesqueléticas, como artrose e dores lombares, e inclusive mulheres que estejam no último trimestre de gravidez, desde que haja o aval do médico, obviamente.

6 – Bicicleta

Andar de bicicleta

Para quem não deseja frequentar uma academia, tem uma bicicleta encostada em casa e quer se livrar logo dos quilos a mais, pedalar é uma boa opção. A atividade pode gastar de 400 a 1110 calorias por hora, dependendo do peso do praticante, o terreno em que ele se encontra e a sua velocidade.

O exercício não força as articulações e a possibilidade de pedalar ao ar livre torna o treino mais interessante, já que poder estar em ambientes diferentes a cada sessão, reduz as chances de se cansar da atividade logo.

7 – Aparelho elíptico

Elíptico

Já para quem frequenta a academia, exercitar-se no elíptico pode ser uma boa alternativa. De baixo impacto, ele promove a eliminação de 600 calorias por hora de atividade de intensidade média. Suas alças permitem que não somente a parte inferior, como também a superior do corpo seja trabalhada durante a série.

Uma dica para elevar o gasto calórico no equipamento é segurar as alças móveis do aparelho, e não as estáticas. É que assim, você mexerá também os braços, queimará mais calorias e os tonificará.

8 – Corrida

Mulher Correndo com Cidade ao Fundo

Uma hora de corrida queima 600 calorias e fortalece os ossos do corpo. Quem escolher esta modalidade no grupo dos exercícios para emagrecer rápido, não deve esquecer-se de utilizar um tênis apropriado pra proteger as articulações.

9 – Tênis

tenis

Para quem gosta de praticar esportes e prefere malhar com um companheiro do outro lado em vez de treinar sozinho, o tênis é uma boa opção. Uma partida gasta até 600 calorias, faz bem à saúde dos ossos, trabalha os braços, o abdômen e os músculos da perna e melhora a flexibilidade, o equilíbrio e a postura.

10 – Treino funcional

Crossfit

Realizado com cintos, bolas, cones, trampolins, pesos, kettlebells, halteres, barras, faixas elásticas e até mesmo o peso do próprio corpo, o treino funcional é aquele em que todos os músculos do corpo são trabalhados em exercícios que simulam movimentos executados rotineiramente no dia a dia das pessoas.

Isso inclui agachamentos, saltos, giros, empurrões e corridas, que ao serem combinados em uma sessão, promovem a queima de 800 a 1000 calorias. Outros benefícios do treino funcional são a postura, a estabilidade, a flexibilidade, o fortalecimento e o condicionamento do corpo.

Cuidados

Qualquer que seja o exercício que você venha a escolher para emagrecer rápido, não se esqueça de consultar um médico antes de começar a malhar, para ter certeza que está apto a praticar a atividade, e de ter o acompanhamento de um bom profissional de educação física. Isso te ajudará a prevenir lesões e problemas de saúde.

Destaque

Quer ganhar um curso gratuito?

você deseja escalar seu trabalho de personal Trainer?

Trabalhar menos e ganhar muito mais do que já ganha? Baixe seu modulo gratuito!

Sério, é possível escalar seu trabalho de Personal Trainer, e ver seu dinheiro caindo na conta todo mês, sem precisar atender ou estar fisicamente com seu cliente!

Ja passei por muita dificuldade como Personal Trainer e até mesmo quando era instrutor de musculação, mas hoje as coisas mudaram, e não foi fácil, errei muito, mas VOCÊ,  tem a possibilidade de errar menos do que EU errei, com conteúdo já testado, e aplicado em pessoas que estavam mais de 800 km da minha cidade, até mesmo em outros países, que é o caso de atletas que ja atendi online, e como faço isso?

VOU TE EXPLICAR!

Tudo que estou dizendo, está disponível em um curso, e pronto para ser aplicado, sem tirar e nem por! Basta entrar no curso e já enviar para seus clientes sem precisar mudar nada, porem o curso tem muito conteúdo para entregar muito valor para seus clientes e alunos, e para isso vai bastar ter apenas o coragem que eu tive para divulgar minha fanpage!

você tem duvidas que o conteúdo pode te ajudar?

Como acredito que posso mudar nossa profissão,  e se conseguir ajudar pelo menos um profissional, ja basta para me sentir realizado, estou entregando o MODULO 1 GRATUITO!!

QUER MAIS??

Estou oferecendo uma garantia incondicional de 7 DIAS, e caso não te AJUDE EM NADA, te devolvo seu dinheiro 100% e ficaremos amigos, pois estou aqui oferecendo algo que eu TRABALHO  e estou sempre testando!

Meu laboratório:

Trabalho com pessoas de todos os perfis, individuais e em grupos, a mais de 8 anos, e já testei de tudo, e ainda testo muito, pois o treinamento físico, funcional e na musculação, está passando por muitas mudanças, e é necessário testar tudo e aprender a filtrar o o que é bom e o que é ruim para nossos clientes, por isso recomendo este curso.

Espero que possa te ajudar, e por isso te espero no outro lado, la na plataforma de estudos!

Um forte abraço,

Fernando Richard

MÓDULO 1 GRATUITO

 

 

 

Destaque

Como monto meus Treinos Funcionais?

VOCÊ QUER SABER COMO EU MONTO MEUS TREINOS FUNCIONAIS, E COMO APLICO EM MEUS ALUNOS?

E MAIS, DE 1,2 OU ATÉ 14 PESSOAS NO MESMO TREINO, E CONSEGUIR CONDICIONAR TODOS?

MODULO 1 GRATUITO

Bom, o Treinamento Funcional é todo treino que não se utiliza maquinas, certo? Sim, porem o planejamento das aulas precisa seguir alguns conceitos básicos, como:O que vou aplicar amanha, e depois e depois? isso tem que estar claro, porque a partir desse conceito de aplicação, o treinamento não se torna exaustivo, repetitivo e não esgota todas as unidades motoras, ou seja, a pessoa precisa voltar no outro dia apta a treinar novamente e seu treino não pode atingir o mesmo grupo muscular a ponto de ser insuportável a sequencia da serie.

 E como vou fazer minha prescrição? 

Partindo do principio que, o treinamento funcional “pode” ser dividido em aeróbico(corrida, pedaladas…), ginastico (peso corporal) e balístico ( com peso livre), é possível se fazer uma mesclagem de exercícios e iniciar seu plano de aula pensando em tudo que pode ser bom para seu cliente.

SE VOCÊ DESEJA SABER COMO EU PLANEJO MEUS TREINOS, BAIXE GRATIS O MÓDULO 1 DO CURSO TREINAMENTO FUNCIONAL EM GRUPOS.

Sou Fernando Richard Personal e Preparador Fisico!

 

VEJA TAMBÉM:https: 3-passos-essenciais-para-criar-o-circuito-funcional-perfeito/

 

Destaque

TREINAMENTO FUNCIONAL EM GRUPOS!

É POSSÍVEL TREINAR UM GRUPO HETEROGÊNEO?

PRIMEIRAMENTE BAIXE O MÓDULO 1 GRÁTIS E COMECE APLICAR HOJE MESMO!

OLÁ! SOU FERNANDO RICHARD, PERSONAL TRAINER, PREPARADOR FÍSICO E COACH ONLINE, PRODUTOR DESTE CURSO DE TREINAMENTO FUNCIONAL E DE MAIS 3 CURSOS, E RESOLVI PREPARAR ESTE CONTEUDO PARA AJUDAR TREINADORES, EDUCADORES FÍSICOS E ATÉ MESMO FISIOTERAPEUTAS, A TRABALHAR COM GRUPOS.

UM DOS PONTOS MAIS DIFÍCEIS, É ATENDER UM GRUPO COM PESSOAS COM OBJETIVOS DIFERENTES, POREM O QUE ESTA DIFERENCIANDO UMA PESSOA DA OUTRA EM RELAÇÃO A RESULTADOS, É A FORMA QUE AMBOS SE ALIMENTAM E SE CUIDAM DE MODO GERAL.

COM O TREINAMENTO FUNCIONAL, É POSSÍVEL TRABALHAR PELO MENOS 9 VALÊNCIAS FÍSICAS, E EXPLORAR AO MAXIMO O PESO CORPORAL,  ADICIONANDO ACESSÓRIOS AO TREINO, E ALIADO AO TEMPO DE EXECUÇÃO E SÉRIES, SE CONSEGUE IMPRIMIR A INTENSIDADE CERTA PARA O GRUPO, FAZENDO COM QUE A PESSOA QUE ESTIVER MAIS CONDICIONADA, EXECUTAR COM MAIS VELOCIDADE E PRECISÃO, JÁ A PESSOA MENOS CONDICIONADA TERÁ UM TEMPO DIFERENTE DE EXECUÇÃO, TORNANDO O TREINO INTENSO DE ACORDO COM SUA INDIVIDUALIDADE.

CONFIRA O MÓDULO GRATUITO E BOM TRABALHO!!

%d blogueiros gostam disto: