O que a maioria das pessoas são sabe sobre saúde, nutrição e fitness.

Tudo que faz parte da manutenção da saúde, está neste artigo!

SUPLEMENTO:

Suplemento é uma quantidade de qualquer substancia, acrescentada para suprir uma deficiencia ou tornar algo mais completo.

SUPLEMENTO ALIMENTAR:

Suplemento alimentar (ou nutricional) é um produto que a pessoa toma para obter os nutrientes que não estão presentes em quantidades suficiente na sua alimentação normal.

VITAMINA:

A vitamina é uma substancia necessária aos organismos vivos para funcionamento, crescimento e desenvolvimento correto das células. As vitaminas essenciais para o corpo humano devem ser obtidas através da alimentação. visto que o corpo não pode sintetiza-las em quantidades adequadas.

MINERAL:

O mineral é uma substancia que não contem carbono (ao contrario das vitaminas) e se forma naturalmente na terra. Nosso corpo precisa de minerais para diversas funções fisiológicas, como construção de ossos, produção de hormônios e regulação dos batimentos cardíacos.

DESIDRATAÇÃO:

O corpo humano é composto de 75% de água. A água pode ser perdida no suor, na urina e na respiração e precisa ser reposta diariamente.

A desidratação é o estado em que a reposição de água no corpo é escassa demais para que ele possa funcionar corretamente. Isso tem vários efeitos colaterais negativos, como dores de cabeça, cansaço, fraqueza e em casos extremos até mesmo a morte.

NERVO:

O nervo é um feixe de fibras que transmite mensagens elétricas entre o cérebro, a medula, os órgãos e os músculos. Essas mensagens causam sensações e fazem os músculos e órgãos funcionarem. Os nervos são o sistema de comunicação do corpo.

COLESTEROL:

O colesterol é uma substancia maia, que parece cera, encontrada em grande parte dos tecidos corporais, incluindo o sangue e os nervos.

O colesterol é necessário para a sobrevivência e é usado na construção de células e hormônios vitais no corpo, bem como, aumenta o risco de ataque cardíaco, acidente vascular cerebral e demais problemas de saúde.

Se o corpo produz parte do colesterol de que necessita; o restante vem dos produtos de origem animal consumidos, como carne, peixe, ovos, manteiga, queijo e leite integral. Não ha colesterol em alimentos de origem vegetal.

ÍNDICE DE MASSA CORPORAL:

O índice de massa corporal (IMC) é uma escala que usa um sistema numérico para estimar quanto a pessoa deveria pesar dependendo de sua altura. O IMC é destinado a fornecer uma estimativa vaga para um grande grupo de pessoas ou para populações inteiras. Quando o IMC é usado na avaliação de uma pessoa, em geral, ele se torna impreciso por causa dos diversos tipos de corpo, como os de constituição esguia, com muita musculatura, ou muito altos.

PORCENTAGEM DE GORDURA CORPORAL:

Sua porcentagem de gordura corporal é uma medida de quantidade de gordura que você tem no corpo, expressa como uma porcentagem de seu peso total. Por exemplo, se a sua porcentagem de gordura corporal é de 10%, isso significa que 10% do seu peso é gordura corporal.

Esta é uma medida mais precisa de gordura do que o IMC, uma vez que mede diretamente a gordura da pessoa seja qual for o tipo de corpo que ela tem, ou seu peso em músculos, fatores que não considerados no IMC.

Quantidade de gordura que seu corpo precisa para realizar as funções orgânicas básicas para viver é de 3% a 5% para homens e de 8% a 12% para mulheres.

COMPOSIÇÃO CORPORAL:

A avaliação de composição corporal é realizada para descrever as porcentagens de gordura, ossos, água e musculatura em corpos humanos.

O peso e o IMC não são tão importantes para medir com exatidão o nosso progresso com a composição corporal. Nosso Objetivo não é chegar a um certo numero na balança ou uma determinada leitura de IMC, mas alcançar uma aparência musculosa com baixa porcentagem de gordura corporal, ou seja, um determinado tipo de composição corporal.

E-BOOK GRATUITO: Como prescrever treinos para quem passou por cirurgia do joelho.

Artigo: livro “malhar, secar e definir”

Home Training – Treine em casa com treinos feitos para você!

Sabia que pode emagrecer e definir treinando em casa?

QUER RECEBER O MÉTODO COMPLETO AGORA? 

A cada dia está mais difícil de conciliar as atividades diárias, com a pratica de exercícios físicos, e não é apenas a pratica, mas ao tempo que leva para sair de casa e ir para a academia, e ficar uma hora se exercitando, e entre ir treinar e voltar do treino, levar aproximadamente 2 horas no total.

Como esse problema poderia ser resolvido? 

Depois de muitos testes e enviando treinos para muitas pessoas no Brasil e até para outro países, consegui reunir um arsenal de conteúdo e métodos, que pode chegar até você e resolver de uma vez por todas esse problema.

Para obter todo este conteúdo, e acessa-lo que qualquer lugar e pelo celular, tablet e computador, é muito fácil, e pratico.

R$ 67,00 

ou em 7 x de R$ 10,55 * no cartão

Temos uma garantia de 7 dias, para que este o conteúdo e veja se é realmente o procura, e não gostando ou não te ajudando, basta me pedir que eu devolvo todo seu dinheiro, e continuamos amigos.

Não deixe que suas desculpas sejam maiores que seus objetivos, e adquira um método que vai te ajudar a sair da zona de conforto, e mudar sua vida, tanto esteticamente, quanto fisicamente.

 

Treinar em casa da resultados?

Como treinar em casa para ter resultados?

Uma pergunta difícil: como treinar em casa? Trabalho, estudo, filhos, família, amigos, eventos…Temos uma série de compromissos que nos fazem ter menos tempo para treinar. A boa opção é você treinar em casa, mas é possível? 

Treinar em casa já é uma realidade para muita gente, comprar aparelhos e máquinas é muito fácil até mesmo pela internet. Quem não tem aquela esteira ou bicicleta ergométrica em casa que virou um novo guarda-roupa?

 

Todo mundo sabe da importância da atividade física, os médicos, professores, a Organização Mundial da Saúde, imploram para que as pessoas sejam ativas fisicamente, mas sabemos que não é fácil, e treinar em casa pode ser uma grande solução para você.

Apesar de ser mais acessível existem algumas barreiras que te bloqueiam para permanecer na ativo.

Como treinar em casa e ter motivação?

Essa é uma das questões mais difíceis, mas que concluída lhe trará todo o resultado.

Rotina – Diferente de uma academia, na sua casa você tem várias opções de conforto, internet, tv, sofá, cama, livro, vídeo – game ou obrigações, fazer almoço, lavar carro, cuidar das crianças, etc.

Definir uma rotina será importante para você e para as pessoas que moram com você, por exemplo, todas as terças e quinta você irá treinar por 30 minutos. Ao definir isso sua cabeça e seus familiares já saberão o que está programado e irão se organizar de certa forma para que seu treino ocorra.

Como toda rotina, precisa ser feita sistematicamente, até se tornar um hábito, fazer por 1 semana e depois parar e querer voltar daqui a 2 semanas, além de ser frustante, não irá ajudar.

como treinar em casaPense no melhor horário para você. Talvez seja preciso se sacrificar um pouco, conheço uma aluna que treina às 6 horas da manhã de terça e sexta-feira.

Esse é um horário difícil para muita gente, para ela também é, porém foi o que deu certo, pois às 7 horas as crianças precisavam acordar e após isso era compromisso o dia inteiro. A propósito, ela está tendo ótimos resultados.

Resultados – Quem não se empolga quando está vendo que está mais forte, ou mais magro, o resultado será muito motivador, porém não espere que após um mês de treino você já tenha alcançado sua meta. Um passo de cada vez e você chegará lá. Se você busca emagrecer indico esse artigo para você criar sua meta. Metas para emagrecer.

Com o passar do treinos, você sentirá sua postura melhorando, seu condicionamento, seu entusiasmo, sono, alívio de doresalívio do estresse, pequenas coisas que faram seu dia-a-dia melhor. Não foque apenas no estético, eles virão também.

Como treinar em casa com segurança?

Isso é um ponto importante, pois se você treinar sozinho e se machucar será pior do que não fazer nada, concorda?

Exercício de internet – Para isso é importante não copiar exercícios que você vê na internet, InstagramYoutube. Só porque a modelo faz aquele exercício de cabeça para baixo e ela tem o abdômen trincado.

Não que você não consiga, porém o risco é muito alto para um efeito que você consegue com exercícios tradicionais, sem se colocar em perigo.

Copiar treinos – Isso é comum até mesmo na academia, querer fazer o treino do amigo ou de algum famoso que mostrou seu treino para um revista. Copiar o treino nem sempre é eficiente e muitas vezes é perigoso, cada pessoa tem um nível, tem alguma restrição, objetivos diferentes, condicionamentos diferentes.

Não somos iguais e o treino também não deve ser. Treinos “receita de bolo” não funciona.

Verificar estado de saúde – se você já sentiu dores, se na sua família tem históricos de problemas cardíacos, dores articularesobesidade, entre outros, procure um médico!

Se houver alguma restrição o médico não irá te proibir te treinar, apenas terá que fazer exercícios adaptados, direcionados e na intensidade para o seu problema.

como treinar em casaComo treinar em casa mudando os exercícios?

Essa é outra barreira para muitas pessoas, afinal ficar fazendo os mesmos exercícios sempre, além de ser chato, nada desafiante, chega um ponto em que se torna ineficiente.

Fazer o mesmo exercício se torna ineficiente, simplesmente porque o corpo se adapta. Após o corpo se adaptar à aquela carga, aquele movimento e intensidade, não há mais quebras de fibras, não há aumento de frequência cardíaca, assim não tem mais evolução nem resultado.

Porém você não é obrigado a saber milhares de exercícios e saber como encaixar no seu treino cada um deles, isso é obrigação de um professor de educação física.

Dicas para treinar em casa

  • Ambiente – cuidado para não ter nenhum objeto ou alguém onde você possa pisar ou bater, evite acidentes.
  • Adaptações – é comum adaptar alguns objetos para realização de exercícios como usar uma cadeira, verifique o quanto é forte o objeto para realizar os exercício, uma cadeira de plástico, por exemplo, pode não aguentar a carga imposta.
  • Roupa – mesmo em casa é importante treinar com roupas fitness, lhe dará mobilidade, conforto e facilidade na transpiração.
  • Aquecimento – é fundamental fazer alguns minutos de aquecimento, e não são 10 minutos na esteira. Veja esse artigo sobre aquecimento. Aquecimento corporal.
  • Alongamento – é importante fazer alongamento. Se não der para alongar logo após a atividade, tire 15 minutos do dia para alongar, pode ser até no seu trabalho como eu mostro nesse artigo. Alongamento .

DESEJA SABER MAIS SOBRE O HOME TRAINING? ACESSE:

É possível treinar em casa sim, basta querer e seguir essas dicas. Lembre-se: 15 minutos todo dia lhe darão resultados incríveis também.

Agora você já sabe como treinar em casa, gostou? Compartilhe! Abra um espaço na sala e…

Bom treino

3 Treinos Funcionais que derretem gordura!

Se antes a esteira era a principal aliada na queima calórica, agora os exercícios funcionais de alta intensidade são a nova aposta de quem se dedica a entrar em forma. Um treinamento diário de 4 minutos é capaz de eliminar até 5 quilos em um mês.

Parece milagre, né? Mas tem uma explicação: é que quando a intensidade máxima é atingida, o metabolismo funciona durante o dia todo, mesmo quando se está em repouso. Mas para dar resultado, é preciso manter um ritmo bem intenso durante o treino.

Os exercícios misturam movimentos naturais do corpo, como agachar, pular, empurrar, girar e correr, trabalhando assim todos os grupos musculares do corpo.

Se você vive reclamando de falta de tempo, agora não tem mais desculpas. Selecionamos 3 VIDEOS com treinos completo para você fazer em casa, e em academias. São apenas 4 minutos:

VIDEOS:

JÁ IMAGINOU RECEBER SEUS TREINOS EM CASA TODO MÊS POR UM VALOR MUITO ACESSÍVEL?

SE DESEJA SABER MAIS, CLIQUE AQUI

Musculação: porque treinar menos traz mais resultados?

Musculação:  um treino menor pode produzir mais resultados? É isso mesmo. Existe um movimento muito interessante acontecendo nas salas de musculação.

Hoje se treina menos para se ter mais ganhos, cientificamente está muito bem comprovado que menos é igual a mais.

Ficou interessado? Então veja neste post como isso funciona na musculação.

Musculação: academia tradicional privilegia treinos longos

Nos treinos de musculação tradicionais no Brasil é muito comum ver pessoas treinando horas a fio!

Treinos com séries puxadas e longas, com alta sobrecarga articular, exercitando todos os músculos praticamente todos os dias.

E por que? Justamente porque as pessoas querem um resultado rápido e acham que isso traz bons resultados.

Acreditam que quanto mais pesado e longo for o treinamento funcional   ou quanto mais maluca for a dieta, mais rápido estarão magros e com a barriga tanquinho tão desejada pela maioria dos mortais.

É claro que na academia sempre buscamos bons resultados nos mais diferentes objetivos. Mas as pesquisas revelam que esse conceito de treinamento muscular longo e muito pesado pode favorecer a ocorrência de lesões articulares e musculares.

Mais resultados, mais praticantes!

musculação evoluiu muito e a ciência comprova que, na verdade, treinar menos traz mais resultados.

Esse nova forma de treinar tem trazido de volta para as academias pessoas que tinham investido nesta metodologia antiga e acabaram ficando frustradas. Muitas não atingiam os resultados esperados e abandonavam os treinos diante das primeiras dificuldades.

A partir desta evolução da musculação, muitas pessoas têm voltado para as salas com uma vontade maior de chegar aos seus resultados. A maioria delas tem atingido seu objetivo.

Novos treinos de musculação  respeitam janela fisiológica

E como isso funciona?

Os novos treinos de musculação têm respeitado a janela fisiológica na qual o corpo humano tem um limite aproximado de 45 minutos a 1 hora para responder bem às atividades propostas e orientadas.

É neste descanso, que o organismo recupera a energia, regenera a musculatura, repõe o glicogênio e aumenta a síntese proteica.

Muitos treinadores profissionais chegam a descansar um grupo muscular por até 7 dias. Entretanto, para a maioria das pessoas que não treina profissionalmente, o descanso deve ser de 48 horas.

BAIXE GRÁTIS NOSSO E-BOOK DE MUSCULAÇÃO

TREINOS E PLANOS:

  

Treinos para Emagrecimento

A base do treino para emagrecer! 

Para perder peso você tem que estar em déficit calórico, ou seja, gastar mais do que consome. Parece bobagem, mas muitas pessoas acreditam que apenas se exercitando irão emagrecer. Nosso corpo queima um certo número de calorias para manter-se em pleno funcionamento, esta queima se chama metabolismo basal. Pessoas com um metabolismo basal elevado tem maiores facilidades em emagrecer.

A atividade física interfere neste metabolismo, mas este processo leva um certo tempo. Além disso, nós naturalmente queimamos um certo número de calorias em nossas atividades diárias. Quanto mais você queimar calorias em suas atividades diárias, mais fácil o emagrecimento será. Pequenas ações como subir de escada ao invés de usar o elevador, ir caminhando para locais próximos, entre outros ajudam neste cálculo calórico.

Mas nenhum destes será tão eficiente quanto uma atividade física bem executada. Neste contexto, você terá que buscar uma atividade física que lhe proporcione prazer, pois você terá que executá-la pelo menos 3 vezes na semana para ter melhores resultados, e que proporcione melhores perdas calóricas.

Caso você já se exercite, sabe das dificuldades em manter a regularidade, mas sabe também que essa é a única maneira de se conseguir uma perda de peso sem o efeito sanfona.

As atividades têm gastos calóricos diferentes e cada vez mais se tem a certeza que o que vale para cada exercício é o seu gasto calórico total e não apenas durante a execução. Com isso, exercícios com maior intensidade tem ganhado cada vez mais adeptos, graças ao seu elevado gasto calórico no pós exercício. Assim, ganharam muita força na questão do emagrecimento nos últimos tempos a musculação, o Crossfit, os exercícios intervalados e o treinamento funcional.

Isso não quer dizer, de maneira alguma que os exercícios aeróbicos, como caminhada ou bicicleta não são eficientes. Na verdade o que foi descoberto é que os outros também são, e que a combinação de ambos produz excelentes resultados.

Dentre todas estas opções, escolher a que mais te deixará satisfeito é o primeiro desafio, que sem sombra de dúvidas é um dos mais complexos. Fora isso, a regularidade é outro fator importante.

O mínimo que se espera em termos de frequência em um bom treino para emagrecer é de 3 a 4 vezes por semana. Em alguns casos, chegamos a usar 7 treinos por semana (mas na maioria dos casos não é o recomendado).

Além disso, o treino para emagrecer tem uma estrutura específica. Ele precisa ser focado nas individualidades de cada pessoa e principalmente, precisa de uma metodologia adequada. Veja agora 4 formas de potencializar seu treino para emagrecer!

4 dicas para melhorar seu treino para emagrecer

1. Alterne musculação e HIIT

Um dos pontos fundamentais para um bom treino para emagrecer é a alternância de estímulos, de preferencia com uma elevada intensidade. Na pratica isso significa que você precisa de atividades com elevado gasto calórico pós atividade (EPOC) e que tenham relação direta com o aumento considerável do metabolismo basal. Neste sentido, uma das formas mais interessantes para conseguir tal efeito é alternar a musculação com o HIIT.

Isso porque a musculação provoca um aumento da massa muscular, o que interfere diretamente na melhora da atividade basal, pelo fato que músculos são tecidos ativos e gastam muito mais energia. Além disso, com a musculação temos uma melhora no gasto dos lipídios como fonte energética.

Se somarmos isso ao HIIT, teremos um resultado ainda maior. No geral, indica-se autilização do HIIT após a musculação, para que não haja perda de qualidade nos movimentos por fadiga. Mas isso depende muito de cada caso!

2. Prefira movimentos com mais massa muscular envolvida

Imagine o seguinte cenário. Quanto mais músculos envolvidos, maior a atividade energética, não é? Desta maneira, os movimentos que chamamos de multiarticulares, aqueles que são feitos com a participação de mais de uma articulação, são considerados os melhores para o treino para emagrecer.

Mas é logico que isso precisa ser bem adaptado. De anda adianta ter exercícios multiarticulares em seu treino, se a qualidade da execução for ruim. Tomemos como exemplo o agachamento. Sem a amplitude adequada, carga, cadencia e tudo mais, ele não será efetivo e com o tempo até pode se tornar lesivo.

Portanto, é lógico que você precisa de movimentos multiarticulares em seu treino, mas isso, de forma alguma, significa que eles precisem ser feitos de qualquer forma.

Adaptar seu treino a sua individualidade é o primeiro ponto de qualquer treino para emagrecer!

3. Dê preferência para os estímulos metabólicos

Já mencionei sobre a utilização dos diferentes tipos de estímulos neste artigo (Estímulos tensionais e metabólicos, entenda as diferenças). É importante ressaltar que esta divisão de estímulos tensionais e metabólicos é mais didática, pois todo estímulo tem tensão muscular e componentes metabólicos. Porém, algumas características fazem com que o treino para emagrecer tenha características mais metabólicas. Ou seja, usaremos mais fatores ligados as vias energéticas.

Para isso, usamos mais repetições, menos carga, intervalos mais curtos e exercícios compostos. Métodos como o Drop-set, tri-set, bi-set e outros que envolvem um número maior de repetições, podem ser muito efetivos para o emagrecimento. Por isso, usamos como preferência para estes casos, os treinos com mais componentes metabólicos.

Mas isso tudo depende de uma periodização bem montada, pois precisamos de mais fatores envolvidos e também de um fortalecimento adequado, para evitar lesões.

4. Tenha paciência

Este é talvez o ponto mais complicado. O treino para emagrecer pode ser potencializado, mas jamais poderemos ter resultados saudáveis e mais rápidos do que o normal. O emagrecimento também é um processo adaptativo e precisa de um tempo hábil para ocorrer. Tentar acelerar demais isso fará com que tenhamos mais prejuízos do que benefícios.

Diversos estudos nos mostram que perdas de peso de ordem de mais de 4 a 5 quilos por mês, na grande maioria dos casos, acabam não sendo tão saudáveis.

Além disso, você provavelmente não engordou em poucas semanas. Precisa ter paciência e saber que mudança de composição corporal é um processo em longo prazo.

Com isso, os resultados serão muito mais duradouros e saudáveis. Nada substitui um bom treino para emagrecer e uma dieta equilibrada. Tudo o que te proporem que não tenha estes dois fatores como base, provavelmente não funciona ou não é saudável.

Enfim, estes são alguns dos pontos mais importantes para o treino para emagrecer. Lembrando que sua individualidade sempre deve ser respeitada e a dieta é fundamental, em alguns pontos até mais importante que o treino. Sem ela, você não terá bons resultados! Bons treinos!

10 Melhores Exercícios Para Emagrecer Rápido

Para quem deseja e/ou precisa perder peso rápido, promover o gasto calórico é uma tática que não pode ficar de fora do dia a dia. Para isso, vale trocar o elevador pela escada, fazer o trajeto de casa até o trabalho a pé em vez de usar o carro e correr com as crianças e o bichinho de estimação no lugar de somente assisti-los brincando.

Entretanto, para elevar ainda mais o número de calorias eliminadas é fundamental seguir também um bom programa de treinamentos, compostos por exercícios para emagrecer rápido. E é exatamente sobre ele que nós falaremos no artigo de hoje, em que traremos uma lista com atividades que podem te ajudar a se livrar logo dos quilinhos em excesso.

Mas, antes…

Antes de conhecer os exercícios para emagrecer rápido que a gente selecionou para você, precisamos te lembrar que de nada adiantará passar a semana malhando, se depois daquela sessão em que você perdeu 1000 calorias, você corre para comer um pedaço de bolo de chocolate ou uma coxinha cheia de catupiry.

Ou seja, para mandar os quilos a mais embora de uma vez é fundamental consertar a alimentação e seguir uma dieta saudável e controlada, com a quantidade de calorias e nutrientes que o seu corpo precisa para funcionar direitinho, sem extrapolar nas guloseimas e besteiras.

Bem, agora que você já tem isso em mente, vamos conhecer logo quais são esses exercícios para emagrecer rápido:

1 – Exercícios de alta intensidade HIIT

Corrida intensa

Dá para melhorar os benefícios dos exercícios aeróbicos em relação à eliminação de calorias, integrando-os a um Treino Intervalado de Alta Intensidade (HIIT). Neste tipo de treinamento, o que acontece é a alternância entre atividades realizadas em uma intensidade alta, como o próprio nome já indica, e períodos de descanso.

De acordo com o Colegiado Americano de Medicina Esportiva, treinos como este aceleram o metabolismo por até 24 horas após a finalização do treinamento, o que torna o processo de queima de calorias mais eficiente.

E o melhor é de para escolher entre diversos exercícios em um treino HIIT: corrida, natação, andar de bicicleta, esteira ou bicicleta ergométrica. Então agora você já sabe, dentre os exercícios para emagrecer rápido que você irá praticas vale apena incluir o conceito de treino HIIT.

2 – Treino de fortalecimento muscular

treino-fortalecimento-muscular

Abdominais, flexões, avanços, remadas, roscas, mergulhos e agachamentos são alguns dos exercícios que podem aparecer em um treino de fortalecimento. Eles ajudam no ganho de massa muscular e isso é importante para quem deseja emagrecer porque quanto maior for a quantidade de músculos no corpo de uma pessoa, mais calorias ele será capaz de queimar ao longo do seu dia, mesma quando não estiver malhando.

3 – Pular Corda

Pular corda funcional

Parece que esquecemos que pular corda é uma atividade física. Sempre associada com brincadeira de criança ou a lutadores de boxe, pular corda é um exercício fantastico para queimar calorias e trabalhar vários músculos no corpo. Em uma hora pulando corda você pode queimar até 800 calorias. E se quiser,

ainda pode fazer variações HIIT no seu treino de pular corda. É vantajoso também para melhorar a coordenação motora e agilidade.

4 – Treino com kettlebell

Kettlebell

Uma bola de ferro acoplada a uma alça. Isso é o kettlebell, um equipamento que exige que o corpo trabalhe a estabilidade, por não ter o peso distribuído igualmente com em um haltere normal. Além disso, um treino de 20 minutos com kettlebell elimina até 400 calorias, melhora o equilíbrio, a postura e trabalha os principais grupos musculares do corpo.

5 – Natação

Natação

Uma sessão vigorosa de natação gasta de 400 a 700 calorias por hora, ao mesmo tempo em que tonifica, fortalece e condiciona o corpo. A vantagem do exercício é que ele é de baixo impacto e pode ser feito por pessoas com artrite, obesidade, doenças musculoesqueléticas, como artrose e dores lombares, e inclusive mulheres que estejam no último trimestre de gravidez, desde que haja o aval do médico, obviamente.

6 – Bicicleta

Andar de bicicleta

Para quem não deseja frequentar uma academia, tem uma bicicleta encostada em casa e quer se livrar logo dos quilos a mais, pedalar é uma boa opção. A atividade pode gastar de 400 a 1110 calorias por hora, dependendo do peso do praticante, o terreno em que ele se encontra e a sua velocidade.

O exercício não força as articulações e a possibilidade de pedalar ao ar livre torna o treino mais interessante, já que poder estar em ambientes diferentes a cada sessão, reduz as chances de se cansar da atividade logo.

7 – Aparelho elíptico

Elíptico

Já para quem frequenta a academia, exercitar-se no elíptico pode ser uma boa alternativa. De baixo impacto, ele promove a eliminação de 600 calorias por hora de atividade de intensidade média. Suas alças permitem que não somente a parte inferior, como também a superior do corpo seja trabalhada durante a série.

Uma dica para elevar o gasto calórico no equipamento é segurar as alças móveis do aparelho, e não as estáticas. É que assim, você mexerá também os braços, queimará mais calorias e os tonificará.

8 – Corrida

Mulher Correndo com Cidade ao Fundo

Uma hora de corrida queima 600 calorias e fortalece os ossos do corpo. Quem escolher esta modalidade no grupo dos exercícios para emagrecer rápido, não deve esquecer-se de utilizar um tênis apropriado pra proteger as articulações.

9 – Tênis

tenis

Para quem gosta de praticar esportes e prefere malhar com um companheiro do outro lado em vez de treinar sozinho, o tênis é uma boa opção. Uma partida gasta até 600 calorias, faz bem à saúde dos ossos, trabalha os braços, o abdômen e os músculos da perna e melhora a flexibilidade, o equilíbrio e a postura.

10 – Treino funcional

Crossfit

Realizado com cintos, bolas, cones, trampolins, pesos, kettlebells, halteres, barras, faixas elásticas e até mesmo o peso do próprio corpo, o treino funcional é aquele em que todos os músculos do corpo são trabalhados em exercícios que simulam movimentos executados rotineiramente no dia a dia das pessoas.

Isso inclui agachamentos, saltos, giros, empurrões e corridas, que ao serem combinados em uma sessão, promovem a queima de 800 a 1000 calorias. Outros benefícios do treino funcional são a postura, a estabilidade, a flexibilidade, o fortalecimento e o condicionamento do corpo.

Cuidados

Qualquer que seja o exercício que você venha a escolher para emagrecer rápido, não se esqueça de consultar um médico antes de começar a malhar, para ter certeza que está apto a praticar a atividade, e de ter o acompanhamento de um bom profissional de educação física. Isso te ajudará a prevenir lesões e problemas de saúde.